Quando os evangélicos versam sobre assu

posted in: Sem categoria | 0
Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Quando os evangélicos versam sobre assuntos fora do tema religião, seu discurso tende a ser incoerente e falho. Eles definitivamente não entendem que ser de direita, ou ser conservador, necessariamente não implica em ser estúpido, néscio, ignorante. Realmente acredito que as pessoas têm o direito de ser de direita, de esquerda, centro , conservadoras, liberais ou seja lá o que for. O que não pode é ser burro. Está correndo pela web, de forma viral, um vídeo com um discurso de cunho político-religioso do pastor da PIB de Curitiba. Como já era de se esperar, este pastor têm um posicionamento conservador, de direita. Se fosse lá nos EUA, ele seria um Republicano, defensor do Bush. E não há nenhum problema nisso. O problema se instala quando esse pastor afirma que se você votar na Dilma, no PT, então uma divindade chamada Javé te castigará. E essa divindade não apenas castigará você, mas toda a sua tribo, qual seja, o Brasil. Será possível que alguém ainda acredite nesta besteira ? Será possível que alguém ainda fale este tipo de idiotice ? Se os evangélicos estudassem um pouco de história, entenderiam que a igreja e seus sacerdotes sempre usaram de ameaças para assustar, amedrontar o povo, e assim, controlá-lo. Se você não fizer isso, vai para o inferno. Se você não fizer aquilo vai ser excomungado. Se você não pensar igual à gente, Deus vai te castigar. Eu já cansei, faz tempo, desse discurso do medo. Eu já cansei das ameaças que os evangélicos sempre estão a fazer. Nós não estamos na Idade Média, onde os ignorantes eram manipulados pelas ameaças da Igreja e do seu Livro. Ou estamos ? Evangélicos, se vocês querem ser de direita, sejam por motivos razoáveis, inteligentes. Evangélicos, gritem, façam passeatas, sites, campanhas contra o aborto, contra os gays ou seja lá o que vocês entenderem que seja errado. Mas não façam isso por medo de qualquer divindade. Não façam isso também pelo mero interesse de ir para o “céu”. Não oscilem entre o “covarde” e o “interesseiro”. Usem argumentos racionais, elaborem um discurso razoável, que não precise se impor pelo medo e ameaças. Esse pastor, da PIB de Curitiba, tem uma voz mansa, e tem cara de gente inteligente. Não acreditem nem numa coisa e nem em outra. Se há alguma inteligência nesse homem, tenham certeza que ela está sendo usada para o atendimento de interesses particulares. Ele simplesmente está agindo da mesma maneira suja que agem as pessoas que ele critica. Talvez até pior. Carlos Jefferson Chase www.chase4077.wordpress.com

Comentários