Parte 1 – O Homossexualismo e a Bíblia

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Por Roberto da Silva Santos

“Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é” (Lv18.22); “Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles” (Lv 20.13); “Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus” (1 Co 6.9-11).

Nos últimos tempos, o homossexualismo tem aumentado muito no mundo e, por consequência, no Brasil. E, como se não bastasse, podemos dizer que o homossexualismo tem penetrado nas igrejas do Senhor Jesus Cristo. Igrejas voltadas para pessoas com esta orientação sexual têm surgido. Os que assim procedem no campo religioso, procuram argumentar com a Bíblia, a razão de sua atitude.

Os textos citados por si só já dizem tudo. Não há como desdizer o que a Bíblia afirma. A legislação Mosaica é definitiva: um homem não pode deitar-se com outro homem como se fosse mulher. O ato é abominável diante de Deus, e a penalidade é a morte (Lv 18.22; 20.13). No texto de Paulo, na Primeira Epístola aos Coríntios, a Palavra de Deus declara que os efeminados e os sodomitas não herdarão o reino de Deus. Há outras passagens. Fiquemos com estas por enquanto.

Mas além destas passagens diretas, podemos inferir outros ensinamentos da Bíblia sobre o assunto. Primeiro Deus criou o ser humano macho e fêmea, e dotou os dois de suas características próprias. Cada um com sua anatomia e seu equipamento orgânico distinto e definido. Quando um homem, pois usa outro homem como se fosse mulher, para fins sexuais, ele está atentando contra a própria natureza do ser humano; o mesmo se aplica à mulher que usa outra mulher para fins sexuais. Em segundo lugar, Deus criou o ser humano macho e fêmea para que pudessem procriar e multiplicar a espécie humana. Daí, como sabemos cientificamente, cada um foi dotado de equipamento e dispositivo próprio para atender a este maravilhoso processo de procriação. Quando um homem usa outro homem como e fosse mulher, ou uma mulher usa outra mulher, a procriação nunca poderá acontecer. Um homem jamais poderá dar à luz e uma mulher, a menos que lance mão de um homem ou de uma fecundação por parte de um homem, mas jamais poderá dar à luz por meio de outra mulher.

Alguns perguntam, tendo como base o direito do ser humano em fazer suas próprias escolhas, se a pessoa não pode escolher sua sexualidade, e a resposta é “não”. A sexualidade humana já vem definida de fábrica. Nascemos homem ou mulher. Aliás, esta é uma das finalidades diabólicas em todas as suas sutilezas. Ele procura incentivar e dignificar o homossexualismo, masculino e feminino, para destruir a família e incutir valores falsos na vida humana.

Uma das passagens mais usadas pelos adeptos do homossexualismo, para defender a sua posição, é a de 1 Samuel 18.1-4 e 2 Samuel 1.26, que trata da amizade entre Davi e Jonatas, filho do Rei Saul. Principalmente em 2 Samuel 1.26, se diz que o amor de Jonatas por Davi era mais maravilhoso do que o amor das mulheres. Com base neste texto, os homossexuais dizem que os dois personagens tinham esta orientação sexual. Teriam de ser bissexuais, uma vez que ambos eram casados. Davi, inclusive, com mais de uma mulher.

Quanto a esta argumentação, temos de dizer o seguinte: Primeiro, a expressão é: “mais maravilhoso do que o amor das mulheres” e não “como o amor das mulheres”. O texto é uma força de expressão, tanto que está em versos de poesia. Se é mais, não é igual. Quer dizer que aquela amizade era muito íntima, sem querer dizer que tinha natureza de sensualidade. E, quanto a esse amor emotivo, temos que entender que os orientais são assim. É comum vermos os russos se beijando quando se encontram. Isso é feito entre os árabes, judeus, russos e outros povos orientais. Não quer dizer que sejam homossexuais.

Ademais, Davi, servo de Deus, homem segundo o coração de Deus, sempre foi repreendido quando errou. Foi assim, por exemplo, no caso de seu adultério com Bate Seba. Até mesmo as guerras que Davi fez, com permissão do Senhor, naturalmente, mas foram notadas por Deus como prejudiciais à sua vida espiritual. Deus não permitiu a Davi construir o templo porque havia derramado muito sangue (1 Crônicas 22.8). Ora, se Davi tivesse tido um relacionamento homossexual com Jonatas, ato condenado pela Legislação Mosaica, a Lei de Deus, com penalidade de morte, como já vimos, sem dúvida alguma, Deus teria, pelo menos, repreendido Davi. E não encontramos na Bíblia nenhum sinal disso (continua).

Adaptado do original do Pr. Damy Ferreira.

Fonte: Igreja Batista Central de Taguatinga

Related Post

Comentários