Você é salvo?

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Isto pode soar muito parecido com o que aconteceu com alguns de vocês que estão lendo este artigo. O que a sua continuidade demonstra? O que está motivando você a continuar a carreira? Vejamos o que aconteceu quando Simão, “continuou…” e depois vamos analisar o que o motivou até mesmo a começar a carreira.

v 18: Vendo, porém, Simão que, pelo fato de imporem os apóstolos as mãos, era concedido o Espírito [Santo], ofereceu-lhes dinheiro, propondo: Concedei-me também a mim este poder…

 

O versículo 18 mostra o seu verdadeiro motivo para “continuar… Concedei-me também a mim este poder”, ele queria poder e iria tentar usar o dinheiro para ganha-lo. Muitas pessoas são assim hoje em dia, ouvem homens como Paul Washer pregando e desejam fazer da mesma forma, porém sua motivação não é a glória de Deus ou a edificação dos ouvintes, mas sim receber elogios.

 Enquanto você lê Atos 8, perceberá que o texto diz que Simão estava vendo grandes milagres realizados por outras pessoas e “ele ficou surpreso”. É fácil ficar “surpreso” com a poderosa pregação de alguns dos pregadores de hoje, é fácil gostar de ouvi-los e gostar de ver a paixão que eles demonstram, mas será que o seu único desejo não é ter esse poder para si mesmo só para que você possa ser elogiado pelos homens?

Simão não estava preocupado com a Glória de Cristo. Ele disse: “Dê-me também este poder, para que aquele sobre quem eu puser as mãos receba o Espírito Santo”. Ele estava desejando ter o poder em suas próprias mãos para sua própria glória. Ele queria algo em que ele pudesse se gloriar. No entanto, para os cristãos, que não possuem nada em si mesmos está escrito:  Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor… (1 Co 1:31). Pedro disse a ele:

v 20: Pedro, porém, lhe respondeu: O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois julgaste adquirir, por meio dele, o dom de Deus. v 21: Não tens parte nem sorte neste ministério, porque o teu coração não é reto diante de Deus. v 22: Arrepende-te, pois, da tua maldade e roga ao Senhor; talvez te seja perdoado o intento do coração; v 23: pois vejo que estás em fel de amargura e laço de iniqüidade.

Pedro, no amor e ousadia, disse a Simão a coisa mais amorosa que ele podia ouvir naquele momento… a verdade. Pedro disse a Simão: “seu coração não é reto diante de Deus” alguns podem dizer: “Bem, Pedro não poderia conhecer o coração de Simão.” Bem, o fato é que Pedro fez um julgamento e foi o julgamento correto. Mateus 12:34 diz que a boca fala do que está cheio o coração. Mateus 7:5 b diz “…vejas claramente para tirar o cisco do olho do teu irmão”. Pedro viu claramente, e ele não ia permitir que o medo dos homens superasse sua ousadia para dizer firmemente a verdade.

A alegria dos cristãos não deveria estar no fato de serem vistos como poderosos e nem no aplauso dos homens, mas deveriam ter sua alegria completa por permanecerem no eterno amor de Deus (João 15:10-11).

Então o que motivou Simão a começar a seguir o Senhor?

Em Atos 8:9, antes de todo aquele encontro com Pedro, vemos Simão fazer um comentário orgulhoso de si mesmo “que ele mesmo era alguém grande”. Atos 8:11 diz que “prestaram atenção nele, porque por um longo tempo ele havia iludido”. Nós vemos que ele foi alvo de atenção por causa de sua capacidade de surpreendê-los. Eles disseram o mesmo no versículo 10 “este homem é o poder de Deus, que é chamado Grande”. Simão foi alimentando-se da atenção que ganhava quando surpreendia as pessoas. Então Filipe veio e pregou a Cristo e as pessoas foram salvas e já não mais iam ter com Simão, isso o deixou com inveja, o que o levou a desejar esse poder.

Há algo que você faz bem e ganha a atenção dos homens? O que acontece quando aparece alguém que faz o que você faz, porém mais e melhor, e em seguida todos que te davam atenção começam a dar mais atenção a outro? Isso causa inveja, ciúme, orgulho em você? Você tenta ser melhor, ter maiores dons, e quer chamar a atenção e os olhos dos homens para si mesmo?

Eventualmente Simão morreu, e aparentemente sem Cristo, sem qualquer arrependimento verdadeiro e permanece para sempre em tormento eterno, e tem sido há cerca de 2.000 anos atormentado sem um segundo sequer de descanso (Ap 14:11). Eu te afirmo isso, há muitos Simãos lá fora agora, mas eles ainda precisam de um Pedro, que venha até eles e lhes diga corajosamente a verdade (João 15:10-11).

Mateus 7. 22-23: Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então, lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade.

Essas pessoas também estão em tormento agora, e eles fizeram essas obras poderosas, ou pelo menos, acham que fizeram, eles declararam que fizeram. Quando foi a última vez que você declarou que fez algo “poderoso”? Alguma coisa realmente aconteceu ou você está pensando alto de mais sobre si mesmo e exaltando-se em sua própria imaginação?

Por que você continua nessa carreira? É por Cristo, para a Sua glória? Ou é pela a aprovação dos homens e a glória inútil que vem deles? Assim, muitos querem aplausos, mas oh! como ele é mortal. Assim, muitos querem ser vistos como tendo alguma reputação que os exalte, mas que reputação precisamos além de ser um filho do Deus vivo? Que reputação precisamos além de sermos revestidos da perfeita justiça de Jesus Cristo e revestidos da sua beleza e não a nossa? Somos preciosos aos olhos de Deus, amados, honrados e escolhidos em detrimento de outros. (Isaías 43:4). Você quer mais do que isso? Você está nesta carreira com outro motivo? Se assim for, se arrependa, abandone isso, vire a partir daqui, pare de se preocupar com a aprovação dos homens neste momento. Como Pedro disse a Simão, direi a você: Que sua busca por ser grande na frente dos homens, pereça com você, porque você pensou que poderia obter alegria e satisfação no poder e na reputação, e não em Cristo.

Seu coração não é reto diante de Deus, se você não está diante do Senhor para adorá-lo por aquilo que Cristo fez.

Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo. (Gálata 1.10)

Pense em tudo que você tem “feito” e depois olhe para o que Cristo realizou e pergunte-se o seguinte: Como eu poderia ser louvado pelo que fiz? Como? Deus me livre.

Mas haverá ira e indignação para os que são egoístas, que rejeitam a verdade e seguem a injustiça. (Romanos 2.8)

 

Fonte: Ame Cristo

Related Post

Comentários