O Reino de Deus

posted in: Reflexões em Atos | 0
Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Lucas afirma que Jesus conversava sobre o Reino de Deus com seus apóstolos. Esse me parece ser o assunto favorito de Cristo antes da sua morte e também depois de ressuscitado. 

Sua primeira mensagem foi: “…Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus…”Mt 4.17.Seu primeiro grande sermão foi sobre o caráter dos integrantes do Reino (Mt 5). Sua missão enquanto vivo foi convidar as pessoas para entrarem neste reino. Antes de morrer se declarou rei perante Pilatos (Jo 8.37).

Broadus David Hale, professor de Grego e Novo Testamento no Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, teceu alguns comentários interessantes sobre esse assunto em seu estudo sobre o novo testamento. Fiz um resumo do pensamento dele para você:

“O Reino de Deus refere-se à soberania de Deus sobre toda a criação. Os estudiosos modernos estão um tanto de acordo que a palavra “reino”, no Antigo e Novo Testamento, significa o governo soberano de Deus. Deus é Rei, quer o homem reconheça ou não sua realeza. A soberania de Deus não depende de o homem aceitá-lo. Deus é Rei, e ele prometeu um reinoquenãotemfim a UmhomemcomooFilhodohomem” (Dan. 7:13,14).

O reino é igualmente presente e futuro. É presente no sentido de que Deus é Rei agora. Aos que reconhecem Jesus Cristo como Rei, é dado o direito de entrarem no reino. Para os que rejeitam a soberania de Deus, resta-lhes certa expectação horrível de juízo e fogo vingador prestes a consumir-lhes.

O reino é recebido como um dom ou como uma herança; não pode ser adquirido. Contudo, o reino também impõe condições, ele exige tudo o que uma pessoa tem, completa dedicação a seus interesses, obediência à vontade do Rei e a produção do fruto na vida. Aos pobres de espírito e àqueles que têm a fé de uma criança, o reino confere suas bênçãos. Estar no reino significa estar dedicado a uma nova vida de serviço. Ele deve ser buscado no tempo presente.

O reino também aguarda uma futura consumação. A admoestação de Jesus é que seus seguidores estejam sempre preparados para o repentino aparecimento do Rei em toda a sua glória e majestade.

O evangelho é a boa-nova do Reino de Deus, ou seja, de seu principado e soberania. É uma chamada à entrega, seja qual for o preço. Jesus chamou homens para segui-lo, e eles o seguiram. “Seguir é entrar no Reino de Deus, é estar com ele, formando, assim, uma nova família.”

Os fariseus perguntaram quando viria o reino de Deus. “Jesus lhes respondeu: O Reino de Deus não vem com aparência exterior. Nem dirão: Ei-lo aqui! Ou: Lá está! Porque o reino de Deus está dentro de vós.” (Lc 17.20-21). Broaduas David Hale comenta: “O Reino é uma realidade transcendental, que está fora do contexto da história.”

No capítulo de seu Evangelho, Lucas destaca algumas parábolas que Jesus ensinou ao povo. Todas elas salientam o valor do indivíduo. É ressaltado especialmente o amor infinito que Jesus tem por cada pessoa, individualmente. Não há pessoa sem o seu lugar no Reino de Deus, ou seja, todos têm a chance de colocar seus dons e talentos em prática.

Finalizando, Cristo nos incentiva a abandonar toda ansiedade e fé vacilante. Convida-nos a confiar totalmente em Deus e a “buscar o seu reino em primeiro lugar”, porque as nossas necessidades serão supridas pelo Pai. (Lc 12.31)

Leve consigo essa mensagem e nunca se esqueça do que Ele disse:

Nãotemais, ópequeninorebanho; porquevossoPaiseagradouemdarvososeureino.” (Lc 12.32).

 

Medite nisso…

 

Atéapróxima!!!

 

Deusnosabençoe!!!

 

 

Notas

 


1. Hale, Broadus David Introdução ao estudo do Novo Testamento. Rio de Janeiro, Junta de Educação Religiosa e Publicações, 1983.

Related Post

Comentários