Como ser ACEITO por Deus?

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Não consigo ver o mundo agir de tal forma a buscar ou mesmo desejar essa aceitação. Em minha opinião, se a humanidade quisesse ser aceita por Deus, haveria interesse em obedecê-lo, no entanto o homem busca sua autonomia, querendo ser aceito pelo Eterno. Como se Ele fosse inferior e submisso a nós!

1. Motivos

Quando Adão e Eva, os primeiros seres humanos, por incredulidade agiram contra a vontade divina, eles pecaram. Passaram a ter uma natureza desobediente e contrária a Deus. A partir disso, todos nós nascemos da mesma forma. Somos (do início ao fim) pecadores e totalmente desviados do principal objetivo que a raça humana tinha antes de pecar: Glorificar a Deus através da nossa vida, refletindo isso nas nossas palavras, pensamentos, desejos e ações.

Por isso, “todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”1. Por estarmos separados de Deus pelos nossos pecados, temos a forte tendência de buscarmos felicidade em vários níveis da nossa vida para tentar suprir a comunhão que perdemos com Deus. Você pode ter o melhor emprego, uma família bem estruturada e feliz, saúde, dinheiro, ser famoso, etc.. Mas nunca você se sentirá satisfeito plenamente enquanto não for aceito por Deus.

Quando colocamos nossa confiança nas coisas materiais, e acreditamos que por causa delas e somente através delas podemos satisfazer nossa vontade e sentimentos, provamos que não estamos plenamente satisfeitos. Se perdemos tudo que conquistamos, podemos ficar loucos, doentes, desanimados, deprimidos e até podemos chegar a pensar em morte, roubar e quem sabe até matar! Tínhamos, então, uma satisfação temporária!

Feliz o homem que põe a sua confiança em Deus, e alegra-se no SENHOR! Quando isso acontece Deus satisfaz os desejos do nosso coração2. A felicidade está diretamente relacionada a nossa satisfação. Precisamos crer e depositar toda a nossa confiança Nele e em sua Palavra, se fizermos isso seremos felizes e plenamente satisfeitos independente das circunstâncias. Diz o Criador: “Feliz o homem que me dá ouvidos.”3

 

2. A dureza do nosso coração

Vivemos numa sociedade que cada vez mais valoriza o “eu”. O individualismo é crescente. O orgulho torna-se mais forte a cada dia no coração humano. Quanto mais afastados de Deus, menos satisfeitos estaremos. Menos felicidade teremos… mais orgulhosos seremos. Mais uma prova de que somos pecadores. Não buscamos em primeiro lugar glorificar a Deus, corremos, sim, para alcançar a nossa glória! Queremos ser alguém, famosos, reconhecidos, amados…. ACEITOS!

Nesse sentido diz o Senhor: “Não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há um sequer.”4 O bem defendido por Deus e característico do ser humano aceito por Ele, não está relacionado diretamente às boas obras. Fazer o bem, é buscar a Deus com entendimento.5

Mas, como podemos fazer isso se estamos separados Dele e de jeito nenhum queremos fazer tudo para glória de Deus? Não podemos fazer o bem, isso é um fato. E se dissermos que fazemos, estamos mentindo ou agindo como hipócritas! Antes de ler esse artigo, você pensou: “Vou ler esse artigo para a glória de Deus, para que eu possa me satisfazer Nele mais e mais!!!”? Tudo o que você fez hoje, mesmo que não agrade aos outros, foi pensando na sua satisfação em Deus? Respostas negativas demonstram que somos pecadores, somente.

 

3. Há esperança para nós!

Mesmo estando totalmente separados Dele, há esperança! Não temos condições de buscá-lo, ou de nos satisfazermos enquanto estivermos distantes do Soberano Criador. A consequência dos nossos pecados é a morte espiritual e física. Como você está lendo esse artigo, podemos dizer que pelo menos fisicamente você ainda não morreu. Porém, espiritualmente, você pode estar separado de Deus. Esta morte espiritual nos impede de querer a Deus.

Depois de tudo que estudamos, se você ainda acha que sua felicidade não depende da sua satisfação em Deus, posso dizer que você continua morto espiritualmente e caminhando em direção ao inferno. O pecado não nos torna livres, mas prisioneiros dos nossos desejos carnais. Quanto mais escravos estivermos do pecado, mais viveremos a ilusão de que os prazeres materiais apresentam e depois se revelam decepcionantes, dolorosos e efêmeros.

 

Todo pecado tem as suas consequências. No caso da humanidade: “Todo o pecado e blasfêmia se perdoará aos homens; mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens.”6 O próprio Deus através do seu santo Espírito se revelou ao ser humano através da natureza, da Bíblia Sagrada, dos profetas antigos e nos últimos dias através do seu Filho, Jesus Cristo. Ora, só cremos no que confiamos ser verdadeiro. Quando não cremos em Cristo e em sua Palavra, estamos afirmando que tudo é mentira. Com isso, afirmamos que o Espírito Santo é mentiroso. Mas, o pai da mentira é Satanás. Por isso quando dizemos que Ele é mentiroso, estamos colocando Deus e o diabo no mesmo nível e isso não tem perdão!

Deus tudo sabe! Por isso, “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.7 Jesus veio ao mundo para morrer e cumprir o juízo divino em nosso lugar, por causa da nossa natureza pecaminosa e pelos pecados cometidos por nós no passado, presente e os que ainda cometeremos no futuro também.

Quando cremos em Jesus e nos arrependemos dos nossos pecados, somos aceitos em definitivo por Deus. Somos justificados! Passamos de inimigos a amigos eternos do Divino! Estaremos em PAZ com Ele perpetuamente.

 

4. Uma vez aceitos por Deus, salvos!

Se fomos aceitos por Deus, então significa que somos nova criatura. Nascemos de novo! Diz a Palavra: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.”8 Ser nova criatura é ser filho de Deus por adoção. Antes, éramos filhos da desobediência, agora somos adotados por Deus! Somos salvos do inferno em definitivo. Estamos seguros em Cristo. “Nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” 9

Como reflexo disso, mudamos de posição em relação a tudo! Entendemos que todas as boas obras que fazemos em obediência a Deus não pode nos ajudar a continuarmos justificados. Elas apenas, demonstram que fomos justificados! Também passamos a pensar no Pai celestial. Tentamos fazer tudo para Glória Dele com o único objetivo de nos satisfazermos Nele. Nossa luta contra o pecado é diária e progressiva. Com entendimento renovado, buscamos a Deus como nossa única esperança. Ele é a nossa fonte de felicidade e confiança. Vivemos para Ele, somente.

A sociedade notará essa diferença. Impossível não perceber isso. Nossa vida muda por completo. Cristo não é adicionado a nossa vida! Ele é a nossa vida. Buscamos, mesmo sendo falhos e ainda pecadores, a Deus como nosso Senhor, Salvador e Pai. Essa é mensagem gloriosa do Evangelho de Jesus Cristo. Deus enviou o seu único Filho para morrer no lugar de muitos, para que esses fossem aceitos e salvos para viverem eternamente no céu. Sermos justificados por Deus é uma benção grandiosa dada (graça) por Deus a todo aquele que se arrepender, crer e receber a Cristo como Filho de Deus e Senhor.

Dessa forma, somos justificados pela fé no que o Filho fez por nós na cruz, e por isso temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo, por quem obtivemos também nosso acesso pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e gloriemo-nos na esperança da glória de Deus.10

 

 

Notas:


1 – Romanos 3.23;

2 – Salmos 84.12; 37.4;

3 – Provérbio 8.34;

4 – Romanos 3.11-12;

5 – Salmos 14.1-3;

6- Mateus 12.31;

7 – João 3:16;

8 – 2 Coríntios 5.17;

9 – Romanos 8:38-39;

10 – Romanos 5:1-2

Related Post

Comentários