Fé para Salvação

posted in: Justificação & Graça | 0
Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Nosso Senhor sempre fez questão de deixar claro que a salvação é mediante a fé somente. Apesar de Jesus não ter “dado nenhuma explicação formal da doutrina da justificação (como fez Paulo em sua epístola aos romanos), a justificação pela fé fundamentava e permeava toda a sua pregação do evangelho”, como vimos nos versículos acima.

Em Lucas 18.9-14, Cristo falou mais sobre o assunto:

“E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo. O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: O Deus, tem misericórdia de mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado”. (ênfase nossa em itálico e em negrito)

Os fariseus “confiavam em si mesmos, crendo que eram justos”. Eles acreditavam que seus pecados seriam perdoados por causa de suas próprias forças e pelo exercício das tradições judaicas. Talvez por isso Cristo disse essa parábola, para ensinar que a justificação e a salvação dependem da misericórdia de Deus e não do esforço humano. A justificação é operada por Deus no pecador e está condicionada unicamente à vontade do Senhor.

Mesmo assim, pelo fato de algumas correntes teológicas defenderem a perda da salvação, percebemos que muitos acreditam que a salvação é conquistada pelas obras como ir à igreja aos domingos, tomar ceia, batizar-se, ler a Bíblia, cantar no coral, pregar, ou simplesmente por ter levantado a mão para aceitar a Cristo…

Alguns ainda “desconhecem que a fé não é o fundamento da salvação, mas o meio de recebê-la (cf. Rm 3.25,28,30)”. Quando o fiel crê em Jesus, a justiça Dele é imputada no crente. Em troca, todos os seus pecados são lançados sobre o Filho de Deus! Ele morreu na cruz por causa dos nossos pecados e ressuscitou para nossa justificação!!

O “fundamento da justificação é a graça de Deus em Cristo, isto é, a justiça pessoal que Cristo obteve durante sua vinda na terra é imputada ao pecador no momento em que crê”. Significa dizer que o fiel passa a ser declarado por Deus como alguém justificado de todos os seus pecados – passado, presente e futuro. Pois, uma vez que a vitória sobre todo pecado foi consumada na cruz, “temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo”. “Portanto, a justificação no dia do juízo apenas declarará o que já aconteceu nesta vida”. A absolvição da condenação eterna acontece no momento em que cremos, porque alcançamos a salvação mediante a fé em Jesus.

Mas ainda precisamos responder a seguinte pergunta: Como podemos receber tal fé? Segundo as Escrituras não nascemos com ela, é mediante a pregação do Evangelho que podemos recebê-la. O apóstolo Paulo disse: “Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?… Consequentemente, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo”.

Provavelmente o ladrão já tinha ouvido falar de Cristo – assim como todos os outros que foram em busca de um milagre crendo ser Ele o Senhor – , as palavras de Salvação e Vida chegaram até ele! E além disso, ele também teve o privilégio de conhecer pessoalmente o Cristo, o próprio Verbo Encarnado! A Salvação! A mensagem do evangelho levou o ladrão ao arrependimento e por isso ele recebeu a fé para a salvação! Falou o próprio Cristo: “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida”. Quando cremos Nele, passamos da morte para a vida – somos salvos em definitivo. Está consumado!

Na carta enviada aos efésios, Paulo nos diz que somos salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de nós, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie. Sermos justificados pela fé em Cristo nos garante a segurança da salvação. Pois, a fé que recebemos nos leva a Cristo, e a salvação que alcançamos está fundamentada unicamente em Jesus. Todos que se arrependerem dos seus pecados e receberem a Cristo como Senhor e Salvador, receberão a salvação mediante a fé que também será dada por Deus.

Veja que o tamanho da fé do ladrão não fez diferença. Como está escrito: “Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira: Desarraiga-te daqui, e planta-te no mar; e ela vos obedeceria”. A fé que recebemos pela misericórdia de Deus, nos move do estado de “pecadores condenados” para “pecadores justificados”. Toda culpa por uma “montanha de pecados” é lança sobre Cristo, e a justiça de Dele, de uma vez por toda, é imputada no fiel!!

Assim como Jesus garantiu ao ladrão sua justificação e salvação, assim Ele fará com todo aquele que vier até ele, como está escrito: “Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia. Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia“. 

Cristo afirma que ressuscitará o salvo no último dia. Não é uma possibilidade, é CERTEZA de que o salvo jamais perderá sua salvação e continuará em Cristo até o fim! Busquemos conhecer mais as promessas de Deus, para que possamos desfrutar da segurança desta maravilhosa salvação!! Quando nos arrependemos dos nossos pecados e recebemos a Cristo como Filho de Deus, Salvador e Senhor é porque também recebemos a Fé para Salvação!!

 

Glória a Deus!


Bibliografia de apoio


Bíblia Sagrada – ACF. Marcos 5.34; Marcos 10.52; Lucas 17:19; Romanos 10:14,17; Lucas 23:40-41; Efésios 2:8-9; João 6:37-40; 1João 2:1; João 5:24; Lucas 17:6; Romanos 4:25

JÚNIOR, John Macarthur. Justificação pela fé somente. Editora Cultura Cristã, 1995.

FERREIRA, Franklin. Teologia Cristã, uma introdução à sistematização das doutrinas. Editora Vida Nova, 2011.

 

Related Post

Comentários