09 – Livre Arbítrio

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

1. Deus dotou a vontade humana com a liberdade e o poder natural de agir por escolha, sem ser forçada ou predeterminada por alguma necessidade natural para fazer o bem ou o mal. 1

[1] Mt.17.12: Eu, porém, vos declaro que Elias já veio, e não o reconheceram, antes fizeram com ele tudo quanto quiseram. Assim também o filho do homem há de padecer nas mãos deles

Tg.1.14: Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz.

Dt.30.19: Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra ti que te propus a vida e a morte, a benção e a maldição: escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência, …

2. O homem, em seu estado de inocência, tinha a liberdade e o poder de querer e fazer aquilo que era bom e agradável a Deus2 Essa, porém, era uma condição mutável, pois o homem podia decair dessa liberdade de poder. 3

[2] Ec.7.29: Eis o que tão somente achei: que Deus fez o homem reto, mas ele se meteu em muitas astúcias.

[3] Gn.3.6: Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu, e deu também ao marido, e ele comeu.

3. Com a queda no pecado, o homem perdeu completamente toda a sua habilidade volitiva para aquele bem espiritual que acompanha a salvação4 Por isso, o homem natural é inteiramente adverso a esse bem, e está morto em pecados. 5 Ele não é capaz de se converter por seu próprio esforço, e nem mesmo de se dispor a isso. 6

[4] Rm.8.7: Por isso o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar.

Rm.5.6: Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios.

[5] Ef.2.1,5: Ele voe deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, (…) e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo – pela graça sois salvos -, …

[6] Tt.3.3-5: Pois nós também, outrora, éramos néscios, desobedientes, desgarrados, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malícia e inveja, odiosos e odiando-nos uns aos outros. Quando, porém, se manifestou a benignidade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor para com os homens, não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo.

Jo.6.44: Ninguém pode vir a mim se o Pai que me enviou não o trouxer; e eu o ressuscitarei no última dia

4. Quando Deus converte um pecador, e o transfere para o estado de graça, Ele o liberta da sua escravidão natural do pecado, 7 e, somente pela graça, o habilita a livremente querer e fazer aquilo que é espiritualmente bom. 8 Mesmo assim, por causa de certas corrupções que permanecem, o homem redimido não faz o bem perfeitamente e nem deseja somente aquilo que é bom, mas também o que é mau. 9

[7] Cl.1.13: Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, …

Jo.8.36: Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

[8] Fl.2.13: … porque Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a sua boa vontade.

[9] Rm.7.15,18,19,21,23: Porque nem mesmo compreendo o meu próprio modo de agir, pois não faço o que prefiro, e, sim o que detesto. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum: pois o querer o bem está em mim, não, porém, o efetuá-lo. Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço. Então, ao querer fazer o bem, encontro a lei de que o mal reside em mim. … mas vejo nos meus membros outra lei que, guerreando contra a minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros.

5. Somente no estado de glória a vontade do homem será transformada, perfeita e imutavelmente; 10 e então será livre para fazer apenas o bem.

[10] Ef.4.13: … até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo, …

Fonte: Fé Para Hoje – Editora Fiel

Related Post

Comentários