13 – A Santificação

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

1. Os que estão unidos a Cristo, tendo sido chamados eficazmente e regenerados, possuem agora um novo coração e um novo espírito, criados nele por mérito da morte e da ressurreição de Cristo; 1 e, por esse mesmo mérito, são mais e mais santificados individualmente, pela atuação da Palavra e do Espírito de Cristo neles habitando. 2 O domínio de tudo que é pecado, sobre eles, é destruído; 3 as suas várias concupiscências vão sendo sempre mais enfraquecidas e mortificadas; 4 e os crentes mais e mais são vivificados e fortalecidos, em todas as graças salvadoras, 5 para praticarem toda a verdadeira santidade, “sem a qual ninguém verá o Senhor”.6

[1] At.20.32: Agora, pois, encomendo-vos ao Senhor e à palavra da sua graça, que tem poder para vos edificar e dar herança entre todos os que são santificados.

Rm.6.5,6: Porque se fomos unidos com ele na semelhança da sua morte, certamente o seremos também na semelhança da sua ressurreição; sabendo isto, que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos;

[2] Jo.17.17: Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.

Ef.3.16-19: … para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior; e assim habite Cristo nos vossos corações, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus.

1Ts.5.21-23: Julgai todas as cousas, retende o que é bom; abstende-vos de toda forma de mal. O mesmo Deus de paz voz santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.

[3] Rm.6.14: Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, e sim, da graça.

[4] Gl.5.24: E os que são de Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências.

[5] Cl.1.11: … sendo fortalecidos com todo o poder, segundo a força da sua glória, em toda perseverança e longanimidade; com alegria, …

[6] 2Co.7.1: Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne, como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus.

Hb.12.14: Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor, …

2. A santificação abrange o homem todo, 7 ainda que imperfeita enquanto nesta vida. Em toda parte ainda permanecem alguns resíduos de corrupção, 8 dos quais provém uma guerra irreconciliável: a carne militando contra o Espírito, e o Espírito militando contra a carne. 9

[7] 1Ts.5.23: O mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.

[8] Rm.7.18,23: Porque eu sei que em mi, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum: pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo.

… mas vejo meus membros outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros.

[9] Gl.5.17: Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que porventura seja do vosso querer.

1Pe.2.11: Amados, exorto-vos, como peregrinos e forasteiros que sois, a vos absterdes das paixões carnais que fazem guerra contra a alma, …

3. Nesta guerra, embora a corrupção remanescente possa muito prevalecer10 por algum tempo, o contínuo suprimento de força, pelo Espírito de Cristo, santificador, faz com que a parte regenerada afinal vença. 11 E, desse modo, os santos cresçam em graça, aperfeiçoando a sua santidade no temor de Deus e esforçando-se por viver uma vida piedosa, em obediência evangélica a todos os mandamentos que Cristo, como Cabeça e Rei, lhes prescreveu em sua Palavra. 12

[10] Rm.7.23: … mas vejo nos meus membros outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros.

[11] Rm.6.14: Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, e sim, da graça.

[12] Ef.4.15,16: Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é o cabeça, Cristo. de quem todo corpo, bem ajustado e consolidado, pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em amor.

2Co.3.18: E todos nós com o rosto desvendado, contemplando como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito.

2Co.7.1: Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne, como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus.

Fonte: Fé Para Hoje – Editora Fiel

Related Post

Comentários