Onde está tua fé?

posted in: Obedeça e Ganhe | 0
Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Antes do assunto ser abordado, gostaríamos de enfatiza duas lições que podem ser tiradas dessa passagem:

1) Os discípulos são repreendidos por estarem agitados, aterrorizados e alarmados enquanto o próprio Jesus estava no mesmo barco com eles. Em outras palavras, em qualquer circunstâncias, um cristão nunca deveria perder o controle, estar num estado de agitação, terror ou alarme. Está seria a primeira lição.

2) Os discípulos estavam nessa situação, porque lhes faltavam confiança em Cristo. Eles criam em Jesus como Senhor e Salvador, mas não tinham fé que Jesus teria preocupação e cuidado por eles. Qual quer coisa que surge em nosso caminho e nos coloca em dificuldades, de acordo com a nossa reação, imediatamente podemos descobrir se realmente confiamos em Deus ou não.

Entremos agora no assunto com mais detalhes:

Deus dá a fé, e ela com certeza será provada durante nossa vida cristã. Deus permite isso, e o propósito para isso está explicado em 1 Pedro 1.5-7, leiamos:

“Deus, em seu grandioso poder, garantirá que vocês cheguem até lá em segurança para recebê-lo, porque vocês estão confiando nele. Este dom lhes pertencerá naquele último dia vindouro, para que todos o vejam. Portanto, alegrem-se verdadeiramente! Há uma felicidade maravilhosa no futuro, embora durante algum tempo a caminhada aqui na terra seja tão dura. Estas provações apenas põem à prova a fé que vocês têm, para verificar se ela é forte e pura ou não. Ela está sendo experimentada como o fogo prova o ouro e o purifica – e a fé que vocês têm é muito mais preciosa para Deus do que o simples ouro; portanto, se essa fé permanecer firme depois de ter estado no caminho das provações ardentes, isto redundará em muito louvor, glória e honra para vocês no dia da sua volta.”

 

Tiago (1.2-4) também afirma:

“Queridos irmãos, a vida de vocês está cheia de dificuldades e de tentações? Então, sintam-se felizes porque quando o caminho é áspero, a perseverança de vocês tem uma oportunidade de crescer. Portanto, deixem-na crescer, e não procurem se desviar dos seus problemas. Porque quando a perseverança de vocês estiver afinal plenamente crescida, vocês estarão preparados para qualquer coisa, e serão fortes de caráter, íntegros e perfeitos”.

 

Paulo aos Filipenses (1.29) também fala sobre essa questão, leiamos:

“Porque foi dado a vocês o privilégio não só de confiar nEle, mas também de sofrer por Ele”.

 

Seja por causa da perseguição ou para nosso crescimento espiritual, de qualquer forma, todo cristão tem o privilégio de sofrer por Cristo. Pois, somente os eleitos de Deus passarão por isso e com certeza herdarão a vida eterna!!

Jesus nos adverte e ao mesmo tempo nos consola em João 16.33: “Aqui na terra vocês terão muitos sofrimentos e tristezas; mas tenham ânimo, porque Eu venci o mundo”.

Também não podemos esquecer da disciplina de Deus para o aperfeiçoamento dos santos. Em última análise, até as coisas ruins, são para o nosso bem. Pois, tudo colabora para o bem dos que amam ao Senhor. A carta aos Hebreus diz: “E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela”. (Hebreus 12:11)

Se estivermos prevenidos com o conhecimento da Palavra Deus, poderemos evitar uma concepção mágica da vida cristã. Caso contrário teremos a impressão “que tudo parece estar contra nós, para nos levar ao desespero”. Por isso não devemos ficar perguntando a Deus “por que isso foi permitido?” ou “por que a tempestade foi permitida?”. Se caminharmos nesse sentido de questionar, a situação pode realmente se tornar desesperadora, e nossas vidas podem aparentemente estar em perigo.

Os discípulos fizeram isso, ao acordarem Jesus: “Mestre, Mestre! Nós estamos perecendo!” (v24), seria a mesma coisa que questionar “Mestre, não se te dá que pereçamos?”; “Não vê que precisamos de você?”, “Por que tudo isso?”; “Por que não faz alguma coisa?”

Jesus acalmou a tempestade, e logo em seguida disse: “Onde está a vossa fé?” (v25). Assim como Jesus questionou aos discípulos, Ele assim fará com todos que agirem da mesma forma. A fé é dada a nós por Deus, e Ele quer que a coloquemos em prática para que a mesma cresça. A fé pura e verdadeira deve se mostrar forte em meio as tribulações para que nossa perseverança esteja afinal plenamente crescida. Então estaremos preparados para qualquer coisa, e seremos fortes de caráter, íntegros e perfeitos. Isto redundará em muito louvor, glória e honra para nós no dia da volta do nosso Salvador! (1Pe 1.5-7;Tg 1.2-4)

Por fim, existe um outro ponto que precisamos lembrar. A fé por menor que seja, tem valor. Mesmo que os discípulos não tenham posto em prática a fé de forma mais forte e evidente, eles tinham fé, mesmo que pouca. E ela foi suficiente para levá-los até Jesus e o acordar. “Se tivésseis fé como um grão de mostarda, diríeis a esta amoreira: Desarraiga-te daqui, e planta-te no mar; e ela vos obedeceria” (Lucas 17:6). Os discípulos conseguiram ir até o mestre e a consequência disso foi o milagre do mar se acalmar e a tempestade passar. Eles tiveram uma nova experiência com Cristo, ele tiveram a oportunidade de crescer mais espiritualmente e com isso aumentar sua fé.

Quando estivermos desesperados porque tudo vai mal, corramos para Cristo. Procuremos conhece-lo através da sua Palavra e depositemos nEle nossa completa confiança, praticando nossa fé. Precisamos reagir submissos à Palavra. Se OBEDECERMOS a Deus, GANHAMOS qualidade de vida em nossas decisões e reações.

 

 


 

Estudo baseado no livro “Depressão Espiritual” de D.M. Lloyd-Jones, Editora PES.

 

 

Related Post

Comentários