22 – Adoração Religiosa e o Dia do Senhor

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

1. A luz da natureza mostra que existe um Deus, que tem senhorio e soberania sobre todos, que é justo, bom, e faz o bem a todos; e que, portanto, deve ser temido, amado, louvado, invocado, crido e servido, de todo o coração, de toda alma, e com todas as forças. 1 Mas a maneira aceitável de se cultuar o Deus verdadeiro é aquela instituída por Ele mesmo, 2 e que está bem delimitada por sua própria vontade revelada, para que Deus não seja adorado de acordo com as imaginações e invenções humanas, nem com as sugestões de Satanás, nem por meio de qualquer representação visível ou qualquer outro modo não descrito nas Sagradas Escrituras. 3

[1] Jr.10.7: Quem te não temeria a ti, ó Rei das nações? Pois isto é a ti devido; porquanto entre todos os sábios da nações, e em todo o seu reino, ninguém há semelhante a ti.

Mc.12.33: … e que amar a Deus de todo o coração, de todo o entendimento e de toda a força, e amar ao próximo como a si mesmo excede a todos os holocaustos e sacrifícios.

[2] Dt.12.32: Tudo o que eu te ordeno, observarás; nada lhe acrescentarás nem diminuirás.

[3] Êx.20.4-6: Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o Senhor teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem, e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.

2. A adoração religiosa deve ser dada a Deus – Pai, Filho, Espírito Santo – e somente a Ele: 4 não a anjos, santos ou qualquer outra criatura. 5 E, desde a queda, não sem um mediador, 6 nem por mediação de qualquer outro, senão Cristo, apenas. 7

[4] Mt.4.9,10: … e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele darás culto.

Jo.4.23: Mas vem a hora, e já chegou, quando os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores.

Mt.28.19: Ide, portanto, fazei discípulos e todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo; …

[5] Rm.1.25: … pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura, em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém.

Cl.2.18: Ninguém se faça árbitro contra vós outros, pretextando humildade e culto dos anjos, baseando-se em visões, enfatuado sem motivo algum na sua mente carnal, …

Ap.19.10: Prostrei-me ante os seus pés para adorá-lo. Ele, porém, me disse: Vê, não faças isso; sou conservo teu e dos teus irmãos que mantêm o testemunho de Jesus; adora a Deus. Pois o testemunho de Jesus é o espírito da profecia.

[6] Jo.14.6: Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim.

[7] 1Tm.2.5: Porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, …

3. A oração com ações de graças é requerida por Deus, de todos os homens, 8 por ser parte daquela adoração que é inata a todos os seres humanos. Contudo, para ser aceitável, deve ser feita em nome do Filho, 9 com a ajuda do Espírito, 10 de acordo com a vontade de Deus; 11 com discernimento, reverência, humildade, fervor, fé, amor e perseverança. E, quando em público, em uma língua que seja conhecida. 12

[8] Sl.95.1-7: Vinde, cantemos ao Senhor, com júbilo, celebremos o rochedo da nossa salvação. Saiamos ao encontro, com ações de graça, vitoriemo-lo com salmos. Porque o Senhor é o Deus supremo, e o grande rei acima de todos os deuses. Nas suas mãos estão as profundezas da terra, e as alturas dos montes lhe pertencem. Dele é o mar, pois ele o fez; obras de suas mãos os continentes. Vinde, adoremos e prostremo-nos, ajoelhemos diante do Senhor que nos criou. Ele é o nosso Deus, e nós povo do seu pasto, e ovelhas de sua mão. Hoje, se ouvirdes a sua voz, …

Sl.65.2: Ó tu que escutas a oração, a ti virão todos os homens, …

[9] Jo.14.13,14: E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma cousa em meu nome, eu o farei.

[10] Rm.8.26: Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza, porque não sabemos orar como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós sobremaneira com gemidos inexprimíveis.

[11] 1Jo.5.14: E esta é a confiança que temos para com ele, que, se pedirmos alguma cousa segundo a sua vontade, ele nos ouve.

[12] 1Co.14.16,17: E, se tu bendisseres apenas em espírito, como dirá o indouto o amém depois da tua ação de graças? visto que não entende o que dizes, porque tu de fato dás bem as graças, mas o outro não é edificado.

4. A oração deve rogar por coisas lícitas, e por toda sorte de pessoas, vivas ou que ainda viverão13 mas não pelos mortos, 14 nem por pessoas que se sabe terem cometido o “pecado para morte”.

[13] 1 Tm.2.1,2: Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graça, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranqüila e mansa, com toda piedade e respeito.

2 Sm.7.29: Sê, pois, agora servido de abençoar a casa do teu servo, a fim de permanecer para sempre diante de ti, pois tu, ó Senhor Deus, o disseste; e com a tua bênção será para sempre bendita a casa do teu servo.

[14] 2Sm.12.21-23: Disseram-lhe seus servos: Que é isto que fizeste? Pela criança viva jejuaste e choraste; porém depois que ela morreu, tu levantaste e comeste pão. Respondeu ele: Vivendo ainda a criança, jejuei e chorei, porque dizia: Quem sabe se o Senhor se compadecerá de mim, e continuará viva a criança? Porém, agora que é morta, porque jejuaria eu? Poderei eu faze-la voltar? Eu irei a ela, porém ela não voltará para mim.

[15] 1Jo.5.16: Se alguém vir a seu irmão cometer pecado não para morte, pedirá, e Deus lhe dará vida, aos que não pecam para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que rogue.

5. A leitura das Escrituras; 16 a pregação e o ouvir da Palavra de Deus17 o ensino e a advertência mútua; o louvor, com salmos, hinos e cânticos espirituais, com gratidão ao Senhor em nossos corações; 18 a administração do batismo, 19 e a Ceia do Senhor: 20 todos são partes da adoração religiosa, que devem ser cumpridas em obediência a Deus, com entendimento, fé, reverência e temor piedoso. Além disso, em ocasiões especiais devem ser usados a humilhação solene, com jejuns, 21 e ações de graças, de uma maneira santa e reverente. 22

[16] 1Tm.4.13: Até a minha chegada, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino.

[17] 2Tm.4.2: … prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda longanimidade e doutrina.

Lc.8.18: Vede, pois, como ouvis; porque ao que tiver, se lhe dará; e ao que não tiver, até aquilo que julga ter lhe será tirado.

[18] Cl.3.16: Habite ricamente em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda sabedoria, louvando a Deus, com salmos e hinos e cânticos espirituais, com gratidão, em vossos corações.

Ef.5.19: … falando entre vós com salmos, entoando e louvando de coração ao Senhor, com hinos e cânticos espirituais, …

[19] Mt.28.19,20: Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as cousas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dia até a consumação do século.

[20] 1Co.11.26: Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha.

[21] Et.4.16: Vai, ajunta a todos os judeus que se acham em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; eu e as minhas servas também jejuaremos. Depois irei ter com o rei, ainda que é contra a lei; se perecer, pereci.

Jl.2.12: Ainda assim, agora mesmo diz o Senhor: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, com choro e com pranto.

[22] Êx.15.1-19: Então entoou Moisés, e os filhos de Israel, este cântico ao Senhor, e disseram: Cantarei ao Senhor, porque triunfou gloriosamente: lançou no mar o cavalo e o seu cavaleiro. O Senhor é a minha força e o meu cântico; ele me foi por salvação; este é o meu Deus, portanto eu o louvarei; ele é o Deus de meu pai, por isso o exaltarei. O Senhor é homem de guerra; Senhor é o seu nome. Lançou no mar os carros de Faraó e o seu exército; e os seus capitães afogaram-se no mar vermelho. Os vagalhões os cobriram; desceram às profundezas como pedra. A tua destra, ó Senhor, é gloriosa em poder, a tua destra, ó Senhor, despedaça o inimigo. Na grandeza da tua excelência derribas os que se levantam contra ti; envias o teu furor, que os consome como restolho. Com o resfolgar das tuas narinas amontoaram-se as águas, as correntes pararam em montão; os vagalhões coalharam-se no coração do mar. O inimigo dizia: Perseguirei, alcançarei, repartirei os despojos; a minha alma se fartará deles, arrancarei a minha espada, a minha mão os destruirá. Sopraste com o teu vento, o mar os cobriu: afundaram-se como chumbo em águas impetuosas. Ó Senhor, quem é como tu entre os deuses? Quem é como tu glorificado em santidade, terrível em feitos gloriosos, que operas maravilhas? Estendeste a tua destra: a terra os tragou. Com a tua benevolência guiaste o povo, que salvaste; com a tua força o levaste à habitação da tua santidade. Os povos o ouviram, eles estremecem: agonias apoderara-se dos habitantes da Filístia. Ora, os príncipes de Edom se perturbam, dos poderosos de Moabe se apodera temor, esmorecem todos os habitantes de Canaã. Sobre eles cai espanto e pavor: pela grandeza do teu braço emudecem como pedra; até que passe o teu povo, ó Senhor, até que passe o povo que adquiriste. Tu os introduzirás, e os plantarás no monte da tua herança, no lugar que aparelhaste, ó Senhor, para a tua habitação no Santuário, ó Senhor, que as tuas mãos estabeleceram. O Senhor reinará por todo o sempre. Porque os cavalos de Faraó, com os seus carros e com os seus cavalarianos, entraram no mar, e o Senhor fez tornar sobre eles as águas do mar; mas os filhos de Israel passaram a pé enxuto pelo meio do mar.

Sl.107: Rendei graças ao Senhor, porque ele é bom, e a sua misericórdia dura para sempre. Digam-no os remidos do Senhor, os que ele resgatou da mão do inimigo, e congregou de entre terras, do Oriente e do Ocidente, do Norte e do mar. Andaram errantes pelo deserto, por ermos caminhos, sem achar cidade em que habitassem. Famintos e sedentos, desfalecia neles a alma. Então, na sua angústia, clamaram ao Senhor, e ele os livrou das suas tribulações. Conduziu-os pelo caminho direito, para que fossem à cidade em que habitassem. Rendam graças ao Senhor por sua bondade e por suas maravilhas para com os filhos dos homens. Pois dessedentou a alma sequiosa, e fartou de bens a alma faminta. Os que se assentaram nas trevas e nas sombras da morte, presos de aflição e em ferros, por se terem rebelado contra a palavra de Deus, e haverem desprezado o conselho do Altíssimo, de modo que os abateu com trabalhos o coração – caíram, e não houve quem os socorresse. Então, na sua angústia, clamaram ao Senhor, e ele os livrou das suas tribulações. Tirou-os das trevas e das sombras da morte, e lhes despedaçou as cadeias. Rendam graças ao Senhor por sua bondade e por suas maravilhas para com os filhos dos homens! Pois arrombou as portas de bronze e quebrou as trancas de ferro. Os estultos, por causa do seu caminho de transgressão e por causa das suas iniquidades, serão afligidos. A sua alma aborreceu toda sorte de comida, e chegaram às portas da morte. Então, na sua angústia, clamaram ao Senhor, e ele os livrou das suas tribulações. Enviou-lhes a sua palavra e os sarou, e os livrou do que lhes era mortal. Rendam graças ao Senhor por sua bondade, e por sus maravilhas para com os filhos dos homens! Ofereçam sacrifícios de ações de graça, e proclamem com júbilo as suas obras! Os que, tomando navios, descem aos mares, os que fazem tráfico da imensidade das águas, esses vêem as obras do Senhor, e as maravilhas nas profundezas do abismo. Pois ele falou, e fez levantar o vento tempestuoso, que elevou as ondas do mar. Subiram até aos céus, desceram até aos abismos; no meio destas angústias, desfalecia-lhes a alma. Andaram e cambalearam como ébrios, e perderam todo tino. Então, na sua angústia, clamaram ao Senhor, e ele os livrou das suas tribulações. Fez cessar a tormenta, e as ondas se acalmaram. Então se alegraram com a bonança; e assim os levou ao desejado porto. Rendam graças ao Senhor por sua bondade e por suas maravilhas para com os filhos dos homens! Exaltem-no também na assembléia do povo, e o glorifiquem no conselho dos anciãos. Ele converteu rios em desertos, e mananciais em terra seca; terra frutífera, em deserto salgado, por causa da maldade dos seus habitantes. Converteu o deserto em lençóis de água, e a terra seca em mananciais. Estabeleceu aí os famintos, os quais edificaram uma cidade em que habitassem. Semearam campos e plantaram vinhas, e tiveram fartas colheitas. Ele os abençoou, de sorte que se multiplicaram muito, e o gado deles não diminuiu, Mas tornaram a reduzir-se, e foram humilhados pela opressão, pela adversidade e pelo sofrimento. Lança ele o desprezo sobre os príncipes, e os faz andar errantes, onde não há caminho. Mas levanta da opressão o necessitado, par um alto retiro, e lhe prospera famílias como rebanhos. Os retos vêem isso e se alegram, mas o ímpio por toda parte fecha a boca. Quem é sábio atente para essas cousas, e considere as misericórdias do Senhor.

6. Agora, no evangelho, nem a oração nem qualquer outra parte da adoração religiosa está relacionada a um lugar específico, nem se torna mais aceitável por causa do lugar em que é feita ou para o qual a pessoa esteja voltada. Deus deve ser adorado em todo lugar, em espírito e em verdade; 23 na privacidade familiar, 24 diariamente; 25 e em secreto, cada pessoa individualmente; 26 e muito mais solenemente nos cultos públicos, os quais não devem ser intencional ou inconseqüentemente negligenciados ou esquecidos, pois Deus, mediante sua Palavra e providência, nos conclama a prestá-lo. 27

[23] Jo.4.21: Disse-lhe Jesus: Mulher, pode crer-me, que a hora vem, quando nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai.

Ml.1.11: Mas desde o nascente do sol até ao poente é grande entre as nações o meu nome; e em todo lugar lhe é queimado incenso e trazidas ofertas puras; porque o meu nome é grande entre as nações, diz o Senhor dos Exércitos.

1Tm.2.8: Quero, portanto, que os varões orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira e sem animosidade.

[24] At.10.2: … piedoso e temente a Deus com toda a sua casa, e que fazia muitas esmolas ao povo e de contínuo orava a Deus.

[25] Mt.6.11: … o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; …

Sl.55.17: A tarde, pela manhã e ao meio-dia, farei as minhas queixas e lamentarei; e ele ouvirá a minha voz.

[26] Mt.6.6: Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto, e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

[27] Hb.10.25: Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns, antes, façamos admoestações, e tanto mais quando verdes que o dia se aproxima.

At.2.42: E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações.

7. Por instituição divina, é uma lei universal da natureza que uma proporção de tempo seja separada para a adoração a Deus. Por isso, em sua Palavra – através de um mandamento explícito, perpétuo e moral, válido para todos os homens, em todas as eras – Deus determinou que um dia em cada sete lhe seja santificado, 28 como dia de descanso. Desde o começo do mundo, até a ressurreição de Cristo, esse dia era o último da semana; e, desde a ressurreição de Cristo, foi mudado para o primeiro dia da semana, que é chamado “Dia do Senhor”. 29 A guarda desse dia como sábado cristão deve continuar até o fim do mundo, pois foi abolida a observância do último dia da semana.

[28] Êx.20.8: Lembra-te do dia de sábado, para o santificar.

[29] 1Co.16.1,2: Quanto à coleta para os santos, fazei vós também como ordenei às igrejas da Galácia. No primeiro dia da semana cada um de vós ponha de parte, em casa, conforme a sua prosperidade, e vá juntando, para que se não façam coletas quando eu for.

At.20.7: No primeiro dia da semana, estando nós reunidos com o fim de partir o pão, Paulo, que devia seguir de viagem no dia imediato, exortava-os e prolongou o discurso até à meia-noite.

Ap.1.10: Achei-me em espírito, no dia do Senhor, e ouvi por detrás de mim grande voz, como de trombeta, …

8. O dia do descanso é santificado ao Senhor quando os homens preparam devidamente os seus corações para esse dia e põe em ordem os seus afazeres corriqueiros, de antemão; quando não apenas obedecem a um descanso consagrado, durante o dia todo, de seus próprios trabalhos, palavras e pensamentos, concernentes a ocupações seculares e recreações, 30 mas também ocupam o tempo todo em exercício de adoração a Deus, seja em particular ou em público, e deveres de necessidade e de misericórdia. 31

[30] Is.58.13: Se desviares o teu pé de profanar o sábado, e de cuidar dos teus próprios interesses no meu santo dia, mas se chamares ao sábado deleitoso e santo dia do Senhor digno de honra, e o honrares não seguindo os teus caminhos, não pretendendo fazer a tua própria vontade, nem falando palavras vãs.

Ne.13.15-22: Naqueles dias vi em Judá os que pisavam lagares ao sábado e traziam trigo que carregavam sobre jumentos, como também vinho, uvas e figos, e toda sorte de cargas, que traziam a Jerusalém no dias de sábado, e protestei contra eles por venderem mantimentos neste dia. Também habitavam em Jerusalém tírios que traziam peixes e toda sorte de mercadorias, que no sábado vendiam aos filhos de Judá, e em Jerusalém. Contendi com os nobre de Judá, e lhes disse: Que mal é este que fazeis, profanando o dia de sábado? Acaso não fizeram vossos pais assim, e não trouxe o nosso Deus todo este mal sobre nós e sobre esta cidade? E vós ainda trazeis ira maior sobre Israel, profanando o sábado. Dando já sombra as portas de Jerusalém antes do sábado, ordenei que fechassem; e determinei que não abrissem, senão após o sábado; às portas coloquei alguns dos meus moços, para que nenhuma carga entrasse no dia de sábado. Então os negociantes e os vendedores de toda sorte de mercadorias pernoitaram fora de Jerusalém, uma ou duas vezes. Protestei, pois, contra eles, e lhes disse: Porque passais a noite defronte do muro? Se outra vez o fizerdes, lançarei mão sobre vós, Daí em diante não tornaram a vir no sábado. Também mandei aos levitas que se purificassem, e viessem guardar as portas, para santificar o dia de sábado. Também nisto, Deus meu, lembra-te de mim; e perdoa-me segundo a abundância da tua misericórdia.

[31] Mt.12.1-13: Por aquele tempo, em dia de sábado, passou Jesus pelas searas. Ora, estando os seus discípulos com fome entraram a colher espigas e a comer. Os fariseus, porém, vendo isso, disseram-lhe: Eis que os teus discípulos fazem o que não é lícito fazer em dia de sábado. Mas Jesus lhes disse: Não lestes o que fez Davi quando ele e seus companheiros tiveram fome? Como entrou na casa de Deus, e comeram os pães da proposição, os quais não lhe era lícito comer, nem a ele nem aos que com ele estavam, mas exclusivamente aos sacerdotes? Ou não lestes na lei que, aos sábados , os sacerdotes no templo violam o sábado e ficam sem culpa? Pois eu vos digo: Aqui está quem é maior que o templo. Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não holocausto, não teríeis condenado inocentes. Porque o filho do homem é senhor do sábado. Tendo Jesus partido dali, entrou na sinagoga deles. Achava-se ali um homem que tinha uma das mãos ressequida; e eles então. Com o intuito de acusá-lo, perguntaram a Jesus: É justo curar no sábado? Ao que lhe respondeu: Qual dentre vós será o homem que, tendo uma ovelha, e, num sábado, esta cair numa cova, não fará todo o esforço, tirando-a dali? Ora, quanto mais vale um homem que uma ovelha? Logo, é lícito fazer bem aos sábados.Então disse ao homem: Estende a tua mão. Estendeu-a, e ela ficou sã como a outra.

FONTE: Fé para Hoje – Editora Fiel

Related Post

Comentários