32 – O Juízo Final

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

1. Deus determinou um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio de Jesus Cristo.1 A Ele todo poder e todo julgamento foram conferidos pelo Pai.

Nesse dia, não somente os anjos apóstatas serão julgados; 2 também as pessoas que viveram sobre a terra, todas comparecerão perante o tribunal de Cristo, e para prestar conta de seus pensamentos, palavras e ações, para receberem segundo o bem ou o mal que tiverem feito por meio do corpo. 3

[1]
At 17.31: … porquanto estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça por meio de um varão que destinou e acreditou diante de todos, ressuscitando-o dentre os mortos.

Jo 5.22,27: E o Pai a ninguém julga, mas ao Filho confiou todo julgamento. E lhe deu autoridade para julgar, porque é o Filho do homem.

[2]
1 Co 6.3: Não sabeis que havemos de julgar os próprios anjos, quanto mais as cousas desta vida?

Jd 6: … e os anjos, os que não guardaram o seu estado original, mas abandonaram o seu próprio domicílio, ele tem guardado sob trevas, em algemas eternas, para o juízo do grande dia; …

[3]
2 Co 5.10: Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.

Ec 12.14: Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas quer sejam más.

Mt 12.36: Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens dela darão conta no dia do juízo; …

Rm 14.10,12: Tu, porém, por que julgas a teu irmão? e tu, porque desprezas o teu? pois todos compareceremos perante tribunal de Deus. Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus.

Mt.25.32ss: … e todas as nações serão reunidas em sua presença, e ele separará uns dos outros, como o pastor separa dos cabritos as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos à esquerda; então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai! entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo. Porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era forasteiro e me hospedastes; estava nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; preso e foste ver-me. Então perguntarão os justos: Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? ou com sede e te demos de beber? E quando te vimos forasteiro e te hospedamos? ou nu e te vestimos? E quando te vimos enfermo ou preso e te fomos visitar? O Rei, respondendo, lhes dirá: Em verdade vos afirmo que sempre que o fizeste a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizeste. Então o Rei dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno preparado para o diabo e seus anjos. Porque tive fome e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber; sendo forasteiro, não me hospedastes; estando nu, não me vestistes; achando-me enfermo e preso, não fostes ver-me. E eles lhe perguntarão: Senhor, quando foi que te vimos com fome, com sede, forasteiro, nu, enfermo ou preso, e não te assistimos? Então lhes responderá: Em verdade vos digo que sempre que o deixastes de fazer a um destes mais pequeninos, a mim o deixastes de fazer. E irão estes para o castigo eterno, porém os justos para a vida eterna.

 

2. O propósito de Deus, ao estabelecer esse dia, consiste em manifestar a glória de sua misericórdia, na salvação eterna dos eleitos; e a glória de sua justiça, na punição eterna dos réprobos, que são perversos e desobedientes. 4 Naquele dia os justos irão para a vida eterna na presença do Senhor e receberão como galardão eterno uma plenitude de alegria e glória. Mas os perversos, que não conhecem a Deus e não obedecem ao evangelho de Jesus Cristo, serão lançados aos tormentos eternos 5 e punidos com eterna destruição, banidos da face do Senhor e da glória do seu poder. 6

[4]
Rm.9.22,23: Que diremos, pois, se Deus, querendo mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita longanimidade os vasos de ira, preparados para a perdição, a fim de que também desse a conhecer as riquezas da sua glória em vasos de misericórdia, que para glória preparou de antemão, … ?

[5]
Mt.25.21,34: Disse-lhe o Senhor: Muito bem, servo bom e fiel, foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei: entra no gozo do teu Senhor. (…) então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.

2 Tm.4.8: Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda.

[6]
Mt.25.46: E irão estes para o castigo eterno, porém os justos para a vida eterna.

Mc.9.48: … onde não lhes morre o verme, nem o fogo se apaga.

2 Ts.1.7-10: … e a vós outros que sois atribulados, alívio juntamente conosco, quando do céu se manifestar o Senhor Jesus com os anjos do seu poder, em chama de fogo, tomando vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Estes sofrerão penalidade de eterna destruição, banidos da face do Senhor e da glória do seu poder, quando vier para ser glorificado nos seus santos e ser admirado em todos os que creram, naquele dia (porquanto foi crido entre vós o nosso testemunho).

 

3. Cristo deseja que estejamos bem persuadidos de que haverá um dia de juízo, para que os homens se afastem do pecado, 7 e para que os justos tenham maior consolação em suas adversidades. 8 Ele também deseja que esse dia não seja conhecido dos homens, até que venha, a fim de que eles se despojem de toda confiança carnal e estejam sempre vigilantes, por não saberem a que hora o Senhor virá; 9 e que possam sempre estar preparados para dizer “ Vem, Senhor Jesus, vem sem demora”. 10 Amém.

[7]
2 Co.5.10,11: Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo para que cada um receba segundo o bem e o mal que tiver feito por meio do corpo. E assim, conhecendo o temor do Senhor, persuadimos aos homens, e somos cabalmente conhecidos por Deus; e espero que também a vossa consciência nos reconheça.

[8]
2 Ts.1.5-7: … sinal evidente do reto juízo de Deus, para que sejais considerados dignos do reino de Deus, pelo qual, com efeito, estais sofrendo: se de fato é justo para com Deus que ele dê em paga tribulação aos que vos atribulam, e a vós outros que sois atribulados, alívio juntamente conosco, quando do céu se manifestar o Senhor Jesus com os anjos do seu poder, …

[9]
Mc.13.35-37: Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o dono da casa: se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã; para que, vindo ele inesperadamente, não vos ache dormindo. O que, porém, vos digo, digo a todos: Vigiai!

Lc.12.35-40: Cingidos estejam os vossos corpos e acesas as vossas candeias. Sede vós semelhantes a homens que esperam pelo seu senhor, ao voltar ele das festas de casamento; para que, quando vier a bater à porta, logo lhe abram. Bem-aventurados aqueles servos a quem o Senhor, quando vier, os encontre vigilantes; em verdade vos afirmo que ele há de cingir-se, dar-lhes lugar à mesa e, aproximando-se, os servirá. Quer ele venha na segunda vigília, quer na terceira, bem-aventurados serão eles, se assim os achar. Sabei, porém, isto: que, se o pai de família soubesse a que hora havia de vir o ladrão, [vigiaria e] não deixaria arrobar a sua casa. Ficai também vós apercebidos, porque, à hora que não cuidais, o Filho do homem virá.

[10]
Ap.22.20: Aquele que dá testemunho destas cousas diz: certamente, venho sem demora. Amém. Vem, Senhor Jesus.

 

Fonte: Fé Para Hoje – Editora Fiel

Related Post

Comentários