E se você não fosse convertido???

E se você não fosse convertido???

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

“…E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, porque me persegues?

E ele disse: Quem és, Senhor?… ” Atos 9:4,5

Imagine que você está dirigindo por uma auto-estrada. Quando está para pegar uma saída, pisa no freio, mas a velocidade não diminui. Não importa o quanto tente, nada acontece. Está sem freio! O que você faria?

Anteriormente, já conversamos sobre o jovem Paulo, seu fanatismo religioso, suas convicções, etc… Agora quero pensar um pouco com você sobre como Deus nos protege, através da conversão em Cristo.

Paulo estava disposto a acabar com os cristãos, ou, como diz Lucas, destruir aqueles que pertenciam ao “caminho”. Para isso, pediu e recebeu plenos poderes das autoridades judaicas. Quem poderia pará-lo?

Saulo de Tarso saiu como um trator, passando por cima de tudo que tinha “cheiro” de cristão. A começar por Estevão. Sua vontade não se limitava somente a encarcerar, mas também fazer sofrer aqueles que ele considerava blasfemadores.   

Como foi dito na mensagem anterior, ele tinha “certeza” que estava fazendo a vontade de Deus até que se deparou com uma luz poderosa, nunca antes vista. A coisa piorou quando aquela luz começou a falar e ele caiu em terra (supostamente do cavalo).

Naquele momento, junto com o animal, caiu toda a máscara de Paulo. Suas certezas, sua arrogância, seu status de homem a ser temido, seu orgulho e muito mais.

Agora ele sabia o quanto errou ao perseguir os cristãos. A partir daquele momento ele passou a conhecer Jesus Cristo, o filho de Deus, o qual antes considerava uma farsa.

Depois desse episódio até Lucas, que escreveu Atos, prefere chamá-lo de Paulo, ao invés de Saulo de Tarso, indicando que houve uma mudança significativa no modo como o apóstolo passou a ser conhecido.

Não pretendo aqui discorrer sobre o processo da conversão ou sobre a veracidade desses fatos, tantas vezes contestada por teólogos liberais. Apenas quero fazê-lo pensar: o que seria de Paulo se Cristo não o chamasse no caminho de Damasco?

Talvez fizesse parte da lista dos piores algozes da humanidade como Adolf Hitler, Joseph Stalin e outros; ou fosse uma das pessoas mais odiadas pelo mundo ocidental. Também poderia ser uma pessoa cheia de justiça própria, que se  achasse merecedora do céu, somente porque é bem vista pela sociedade.

Cristo tinha outros planos para ele. Após a conversão o apóstolo se tornou referência de sabedoria, amor, perseverança e dignidade.

Daquele momento adiante, o maior perseguidor tornou-se perseguido. Que reviravolta hein? Isso é que se pode chamar de conversão! Mudança total de rumo! Aleluia!

E você que já é um cristão? O que seria de você se Cristo não o tivesse chamado e mudado o seu caminho? Quem seria você se não fosse convertido?

Por um momento alguém poderia pensar: eu viveria a “vida loka”… pegaria todos(as), beberia todas, não saíria da night, ou talvez, deixasse a soberba e a vaidade tomar conta de tudo. Talvez fizesse o dinheiro, o entretenimento, a luxúria e o orgulho seus grandes deuses.  

Poderia também fazer o contrário e tentar levar uma vida super correta, tudo dentro da lei e da ética, porém baseada em seus próprios conceitos, desprezando a vontade de Deus.

Mas, e aquela sensação de vazio na alma? E a sua consciência gritando dentro de você? E a voz do Espírito Santo sussurrando no seu ouvido?

Só você e Deus sabem o que estaria perdendo se não tivesse Cristo.  “A paz de Deus, que excede todo o entendimento, guarda o seu coração e a sua mente em Cristo Jesus.” Fp 4.7. Isso não tem preço.

Um bonde sem freio ninguém sabe onde irá parar, mas sabemos com certeza que causará muitos estragos. Tantas são as pessoas e famílias destruídas por falta de freios. Só existe um eficaz: Jesus Cristo crucificado. Outros são parciais. Te ajudam em certa medida, mas não te garantem uma vida com Deus, nem aqui nem na eternidade.

Se em algum momento na sua vida Cristo te derrubou do cavalo sinta-se feliz! Glória a Deus!!! Estar com Cristo não significa o fim dos seus problemas, longe disso! Mas, significa segurança. Nada neste mundo nos impedirá de irmos para o céu. Nenhuma falha ou pecado nos afastará definitivamente de Deus…. É isso que Paulo nos ensina abaixo:

“Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós. Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito:Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia;Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.” Romanos 8:31-37

Precisamos ser gratos a Deus que nos chamou das trevas para a sua divina luz. Como está escrito em Colossenses:  “…dando graças ao Pai, que nos tornou dignos de participar da herança dos santos no reino da luz. Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado, em quem temos a redenção, a saber, o perdão dos pecados…” Colossenses 1:12-14.

Se você estiver desanimado nessa caminhada lembre-se do que Cristo já te livrou. Se tem algum amigo ou parente que está vivendo sem freio, acredite: O mesmo Deus que freou Paulo e você, é capaz de frear outros também. Não perca a esperança!

Pense nisso!!!

Até a próxima!!!

Deus o abençoe!!!                                                                                                               

Elias Silvio

Notas

J. Williams, David. Atos, Novo Comentário Bíblico Contemporâneo. São Paulo: Editora Vida, 1985.

H. Gundry Robert. Panorama do Novo Testamento. São Paulo: Edições Vida Nova, 1978.

Craig S. Keener. Comentário Bíblico Atos, Novo Testamento. São Paulo: Editora Atos, 2004.

Stott, John R. W. A mensagem de Atos. Até os confins da terra. São Paulo: ABU Editora S /C, 1990.

Kistemaker, Simon J. Comentário do Novo Testamento – Exposição de Atos dos Apóstolos. Editora Cultura Cristã, 2003.

Related Post

Comentários