O que significa o Dia da Reforma?

O que significa o Dia da Reforma?

posted in: Reforma Protestante | 0
Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Um único evento em um único dia mudou o mundo. Era 31 de outubro de 1517. O irmão Martinho, um monge e professor, havia lutado durante anos com sua igreja, a igreja de Roma. Ele ficara muito perturbado ao contemplar uma venda de indulgências sem precedentes. A história tem todas as personagens e elementos de um grande filme de Hollywood. Vamos conhecer o elenco.

Em primeiro lugar, havia o jovem bispo — jovem demais segundo leis da igreja — Albert de Mainz. Ele não somente era bispo de dois bispados, mas desejava um arcebispado adicional sobre Mainz. Isso também era contra as leis da igreja. Então, Albert apelou ao Papa em Roma, Leão X. Da família De Médici, Leão X avidamente seguia sua ambição para aumentar ainda mais seus recursos financeiros. Adicione a este elenco os artistas e escultores, Rafael e Michelangelo.

Quando Albert de Mainz apelou para uma concessão papal, Leão X estava pronto para negociar. Albert, com a bênção papal, queria vender indulgências para pecados passados, presentes e futuros. Tudo isso atormentou o monge Martinho Lutero. Nós podemos comprar o nosso caminho para o céu? Lutero precisava falar.

Mas por que 31 de outubro? 01 de novembro tinha um lugar especial no calendário da igreja, como o Dia de Finados. Em 01 de novembro de 1517, uma grande exposição de relíquias recém-adquiridas estaria em exibição em Wittenberg, cidade em que Lutero residia. Peregrinos viriam de todos os lugares, fariam genuflexão diante das relíquias e pagariam para remover centenas, se não milhares, de anos no purgatório. A alma de Lutero angustiou-se ainda mais. Nada disso parecia ser correto.

Martinho Lutero, um estudioso, pegou a pena, mergulhou-a em seu tinteiro e escreveu as suas 95 Teses em 31 de outubro de 1517. Essas tinham a intenção de iniciar um debate, de modo a provocar algum exame de consciência entre os seus irmãos companheiros da igreja. As 95 Teses causaram muito mais do que um debate. As 95 Teses também revelaram que a igreja estava muito além de restauração. Era necessária uma reforma. A igreja e o mundo nunca mais seriam os mesmos.

Uma das 95 teses de Lutero simplesmente declara: “O verdadeiro tesouro da Igreja é o evangelho de Jesus Cristo”. Por si só, esse é o significado do Dia da Reforma. A igreja tinha perdido de vista o evangelho, porque tinha há muito tempo encoberto as páginas da Palavra de Deus com camadas e camadas de tradição. A tradição sempre implica em sistemas de obras, em merecer o seu caminho de volta para Deus. Isso foi verdade quanto aos fariseus e foi verdade também quanto ao Catolicismo Romano medieval. O próprio Cristo não diz: “Meu jugo é suave e o meu fardo é leve”? O Dia da Reforma celebra a alegre beleza do libertador evangelho de Jesus Cristo.

O que é o Dia da Reforma? É o dia em que a luz do evangelho irrompeu na escuridão. Foi o dia em que começou a Reforma Protestante. Foi um dia que levou Martinho Lutero, João Calvino, John Knox e muitos outros reformadores a ajudarem a igreja a encontrar o caminho de volta para a Palavra de Deus como a única autoridade de fé e de vida, e a levou de volta às gloriosas doutrinas da justificação pela graça somente através fé em Cristo somente. Ele acendeu as chamas de esforços missionários, levou à escrita de hinos e louvor congregacional, e levou à centralidade do sermão e pregação ao povo de Deus. É a celebração de uma transformação teológica, eclesiástica e cultural.

Portanto, nós celebramos o Dia da Reforma. Este dia nos faz lembrar de sermos gratos por nosso passado e ao monge que se tornou reformador. Além disso, este dia nos lembra de nosso dever, nossa obrigação de mantermos a luz do evangelho no centro de tudo o que fazemos.

Fonte: Voltemos ao Evangelho

Related Post

Comentários