Cordialidade entre irmãos

Compartilhe...Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Ninguém é perfeito, isso é um fato. Mas, na vida todos nós temos escolhas a fazer. Entre elas está a opção de tratar bem os que são irmãos em Cristo ou “fingir” que eles não existem. Explico melhor. Paulo, ao escrever essa carta sabia dos problemas que estavam acontecendo em Corinto, sabia até que ele não era considerado como apóstolo, injustamente por alguns. Mesmo assim, ele deixou registrado na história que o amor, que vem de Deus, deve superar qualquer mal entendido ou mágoa. Ele decidiu amar seus irmãos em Cristo… Veja como começa sua carta:

Paulo, chamado para ser apóstolo de Cristo Jesus pela vontade de Deus, e o irmão Sóstenes, à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus e chamados para serem santos, juntamente com todos os que, em toda parte, invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso: A vocês, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo. (1 Coríntios 1.1-3)

Não sei os problemas que você tem enfrentado em sua igreja ou comunidade, mas eles não devem superar o amor que Deus compartilhou conosco no dia em que nos salvou! Lembre-se que Deus nos amou imerecidamente, e da mesma forma devemos fazer com os outros, principalmente com nossos irmãos em Cristo. Caso tenhamos alguma pendência com alguém, busquemos a cordialidade e a paz! Que a graça e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo esteja com todos nós. Amém.

Em Cristo e com amor,

Paulo Corrêa

Related Post

Comentários