Pedro voltou!!!

“…passando Pedro por toda a parte…” Atos 9:32a

Um dos objetivos do livro de Atos era mostrar ao mundo o que significava ser um apóstolo  de Jesus Cristo. Mostra os sofrimentos, as dificuldades, as prisões, naufrágios, a liderança deles, suas viagens, enfim, faz um resumo de como eles viveram.

Dentre eles, dois foram muito destacados: Paulo e Pedro.

Lucas, a partir do capítulo 4, propositalmente ou não, deixa Pedro de lado.

Do capítulo 4 até o nono, o assunto é sobre Estevão e Paulo. Repentinamente, Lucas introduz Pedro novamente e depois continuará até o fim do livro com Paulo.

Hoje é a vez de Pedro. Ele voltou com força total.  

Pedro foi citado pela última vez no capítulo 5 de Atos fazendo milagres importantes, trazendo cura através da própria sombra e depois sendo preso pelos saduceus. Foi liberto da prisão de forma incrível e por último apanhou novamente de seus algozes por anunciar o evangelho.

É admirável a entrega, a disposição. Definitivamente, o apóstolo contagia o leitor mais cuidadoso dos Evangelhos e do livro de Atos.  

Pedro sempre foi destaque nos Evangelhos. Foi um dos três discípulos mais próximos de Jesus. Sempre cheio de energia e voluntariedade. Era o que mais se arriscava e, devido a sua impulsividade, foi também o que mais sofreu com o calvário de Cristo, ao negá-lo três vezes.

Sua fragilidade foi exposta quando negou à Cristo. O destemido Pedro tornou-se um covarde. Então, na praia, Cristo lhe deu outra alternativa: viver pela fé em Deus. (João 21.13-18)

O livro de Atos nos mostra o apóstolo Pedro, totalmente transformado pelo poder de Deus. Seu temperamento, considerado “sanguíneo” ficou mais leve, mais calmo, mais senhor de suas emoções. Conseguiu controlar sua agressividade, impulsividade e ansiedade.

Pedro assumiu a liderança entre os cristãos (cap 1), tornou-se o porta-voz daqueles poucos discípulos (cap 2,3 e 4). No capítulo 5, ele foi preso e apanhou injustamente, porém não cortou a orelha de ninguém (João 18.10-11). Muito menos  desanimou da sua missão evangelística.

Depois da morte do Mestre, parece ter sido tomado pelo desânimo, até que o próprio Cristo o incendiou novamente com o seu amor inefável.

Observando com cuidado o ser humano Pedro, fica claro que, apesar de ter assumido várias responsabilidades, ele é alguém que se despiu de orgulho e exigências próprias para viver um outro tipo de vida. Uma vida sem controle, que lhe escapa das mãos.  Ele é guiado por suas convicções. Ele conhecia bem o texto do profeta Habacuque: “o justo viverá pela sua fé.” (Hc 2.4)

Pedro era muito intenso!!! Não parava nunca. “…passando Pedro por toda a parte…” Atos 9:32a

O que significa ser uma pessoa intensa? A psicologia nos ajuda a entender melhor:

Ser uma pessoa intensa é entrar de cabeça em tudo, sem receio, sem freio. É viver na corda bamba, entre o tudo  e o nada. É difícil desacelerar, difícil parar para refletir.

Para o intenso o entusiasmo é algo corriqueiro na vida, ele se entusiasma com desafios, com momentos, com pessoas. Mas também, pode desanimar facilmente, após ser frustrado, até descobrir algo que lhe desperte o interesse novamente.

Tudo a ver com Pedro.

Ele  estava em toda parte, tentando resolver tudo, visitando todos, entregando-se de corpo e alma ao seu novo projeto de vida concebido por Cristo. Aqui ele coloca todo o seu aprendizado e fé em prática ao se deparar com Enéias e Tabita.

“ E aconteceu que, passando Pedro por toda a parte, veio também aos santos que habitavam em Lida. E achou ali certo homem, chamado Enéias, jazendo numa cama havia oito anos, o qual era paralítico. E disse-lhe Pedro: Enéias, Jesus Cristo te dá saúde; levanta-te e faze a tua cama. E logo se levantou.” Atos 9:32-34

“E havia em Jope uma discípula chamada Tabita, que traduzido se diz Dorcas. Esta estava cheia de boas obras e esmolas que fazia. E aconteceu naqueles dias que, enfermando ela, morreu; e, tendo-a lavado, a depositaram num quarto alto. E, como Lida era perto de Jope, ouvindo os discípulos que Pedro estava ali, lhe mandaram dois homens, rogando-lhe que não se demorasse em vir ter com eles.

E, levantando-se Pedro, foi com eles… Pedro, fazendo sair a todos, pôs-se de joelhos e orou: e, voltando-se para o corpo, disse: Tabita, levanta-te. E ela abriu os olhos, e, vendo a Pedro, assentou-se. E ele, dando-lhe a mão, a levantou e, chamando os santos e as viúvas, apresentou-lha viva.”  Atos 9:36-41

 

Jhon Stot comenta:

“Ambos os exemplos seguiram o exemplo de Jesus. Enéias faz lembrar aquele outro paralítico que morava em Cafarnaum. Assim como Jesus lhe disse: “Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa”. Pedro falou a Enéias: “Levanta-te, e arruma o teu leito” (v. 34). E a ressurreição de Tabita lembra a ressurreição da filha de Jairo. Devido ao fato de as pessoas estarem chorando em alta voz, Pedro “fez sair a todos”, exatamente como Jesus havia feito. E mais, as palavras dirigidas à pessoa morta foram praticamente idênticas.

Ambos os milagres foram operados pelo poder de Jesus; ambos os milagres eram sinais da salvação de Jesus e, finalmente, ambos os milagres resultaram na glória de Jesus.”

Você consegue perceber o carinho de Pedro por essas pessoas? O cuidado e a gentileza?

Imagino ele com um sorriso encorajador, demonstrando todo amor por essas pessoas.  

Nesse momento, ele estava totalmente cheio do amor de Deus e vazio de seu ego exigente.

Deixou claro para todos ali que o poder vinha de Deus e não de si mesmo.

Que maravilha não é? Que transformação!!!

Ele passou a usar toda a sua intensidade e o seu temperamento foi controlado pelo Espírito Santo

Pedro é mais um exemplo do poder de Deus na vida do ser humano.

A boa notícia  é que Deus pode nos transformar também.

Alguns  psicólogos divergem quanto ao número de tipos de personalidade. Uns dizem ter quatro, outros oito e até dezesseis tipos.

Não importa quantos são, Deus pode transformar todos quantos se chegam a ele.  Introvertido ou extrovertido; reflexivo, sentimental, perceptivo, intuitivo e outros. Repito: não importa.  Deus salva, transforma e recebe a todos que se chegam a Ele.

Talvez você seja impulsivo como o antigo Pedro. Pode até ter negado a Cristo em algum momento.

Assim como Cristo perdoou a Pedro, pode perdoá-lo também.

Quais são as suas fragilidades? Seus medos? Como anda seu ego?

Assim como Pedro venceu os seus fantasmas e as suas angústias, você pode vencê-las também.

Talvez você seja como eu, e precise melhorar muito como marido, como pai, como amigo, como cristão, como escritor e mais um monte de coisas. Alguém que aprende as coisas muito devagar e erra constantemente.

Não desanime. Se Cristo salvou à Pedro e a mim, pode salvar você também.

Cristo tem me transformado e fará igualmente com você.

Medite nesse versículo:

“E estou plenamente convicto de que aquele que iniciou boa obra em vós, há de concluí-la até o Dia de Cristo Jesus.” Fp 1.6

 

Pense nisso!!!

Até a próxima!!!   Deus o abençoe!!!                                                                  

Elias Silvio


Notas

  1. J. Williams, David. Atos, Novo Comentário Bíblico Contemporâneo. São Paulo: Editora Vida, 1985.
  2. H. Gundry Robert. Panorama do Novo Testamento. São Paulo: Edições Vida Nova, 1978.
  3. Craig S. Keener. Comentário Bíblico Atos, Novo Testamento. São Paulo: Editora Atos, 2004.
  4. Stott, John R. W. A mensagem de Atos. Até os confins da terra. São Paulo: ABU Editora S /C, 1990.
  5. Kistemaker, Simon J. Comentário do Novo Testamento – Exposição de Atos dos Apóstolos. Editora Cultura Cristã, 2003.
  6. http://www.psicologiamsn.com/2015/01/pessoas-intensas-demais.html

 

Related Post

Comentários