Esboço#20180001-Qual a diferença entre desejo homossexual e sua prática?

Qual a diferença entre desejo homossexual e sua prática?

Gêneses 4.1-7

1- Adão teve relações com Eva, sua mulher, e ela engravidou e deu à luz Caim. Disse ela: “Com o auxílio do Senhor tive um filho homem”.
2- Voltou a dar à luz, desta vez a Abel, irmão dele. Abel tornou-se pastor de ovelhas, e Caim, agricultor.
3- Passado algum tempo, Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor.
4- Abel, por sua vez, trouxe as partes gordas das primeiras crias do seu rebanho. O Senhor aceitou com agrado Abel e sua oferta,
5- mas não aceitou Caim e sua oferta. Por isso Caim se enfureceu e o seu rosto se transtornou.
6- O Senhor disse a Caim: “Por que você está furioso? Por que se transtornou o seu rosto?
7- Se você fizer o bem, não será aceito? Mas se não o fizer, saiba que o pecado o ameaça à porta; ele deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo”.

Em Gn 4.1-7 encontramos Deus alertando Caim sobre o desejo de matar Abel: o pecado “deseja conquistá-lo, mas você deve dominá-lo”. Caim deveria dominar a tentação de pecar, ou seja, evitar executá-lo. Pois uma vez conquistado pelo pecado, Caim se tornaria escravo dele.

1. A afiliação independe dos nossos desejos e pecados (1-3):
O Texto nos mostra que Caim e Abel, apesar de diferentes quanto aos seus desejos, atitudes e pensamentos, eram filhos de Adão e Eva(Gn 4.1-3). Em outras palavras, a afiliação independe dos desejos e/ou práticas dos filhos. A inveja não vem geneticamente dos pais (Jr 31.29,30), mas de nossos próprios pecados, em particular o pecado de cobiça. Aliás nenhum pecado vem geneticamente dos pais.

2. A fé nos levar à santificação, à obediência e à libertação do domínio do pecado (4-6):
Quando temos fé em Deus (Hb 11.4), temos condições de acreditar que obedecer a Deus é O MELHOR para a nossa vida. O que aconteceu com Caim? Ele não teve fé para agradar a Deus como Abel (Gn 4.4-6). Sem a dependência de Deus teremos dificuldades em lidar com nossos desejos pecaminosos, e como consequência seremos dominados por eles. Caim passou por isso, quando perdeu o controle durante o processo de santificação (EM AGRADAR A DEUS). Ele se deixou dominar pelo pecado da inveja e pelo desejo de assassinar seu irmão.

3. Caim não nasceu dominado pelo desejo de matar seu irmão, porém deixou-se dominar por ele (7):
Deus advertiu Caim, com o objetivo de reorganizar os sentimentos de Caim (Deus fez a mesma coisa com Elias em 1Reis 19). A inveja nunca anda sozinha, geralmente é acompanhada de todo tipo de consequência ruim, inclusive da morte (Sl 73:21-23). Deus o lembrou da sua responsabilidade em dominar seus pecados sempre que eles surgirem, principalmente, o desejo de matar seu irmão.

APLICAÇÃO

4. Devemos dominar e rejeitar nossos desejos pecaminosos
Os desejos de homicídio, cobiça, etc… devem ser dominados assim como também os desejos homossexuais. Pois, eles podem levar ao pecado da prática homossexual, seja em pensamento ou não. Alguém torna-se assasino quando pratica o desejo de matar alguém, da mesma forma alguém só se torna homossexual ao colocar em práticas seus desejos pela pessoa do mesmo sexo. Seja crente ou não. O pecado confunde os sentimentos, e os desejos homossexuais não são diferentes. Eles mexem com o coração e o pensamento (Tg 1.14-15), como qualquer outro pecado, de uma pessoa podendo fazê-la acreditar que nasceu geneticamente homossexual!

5. Conclusão

Somente quando dependermos de Deus, seremos capazes de reorganizar nossos sentimentos. Apenas em Cristo Jesus temos poder para nos libertar do domínio do pecado, seja da inveja, do desejo de matar, da cobiça, homossexualidade, fofoca, etc…
Se os desejos homossexuais forem dominados no poder do Espírito Santo, que habita no salvo, não haverá prática nem no pensamento nem no corpo. Mas, haverá santificação e liberdade para adorar a Deus e ofertar o melhor da vida a Deus.

Esboço utilizado em 08/04/2018 – Primeira Igreja Batista de Alvorada do Norte/GO

Related Post

Comentários