Pastoral 5 – Fake News no STF: “Deus apoia o aborto” – Êx 21

Recentemente a pastora luterana Lusmarina Campos Garcia, em audiência pública, usou textos bíblicos para defender o aborto. Assim, ela transmitiu um fake news sobre o caráter de Deus! Mas em sua Palavra o próprio Deus diz: “não me agrada a morte de ninguém; palavra do Soberano Senhor…” (Ez 18.32a)

Certa vez Pedro, influenciado pelas mentiras do Diabo, tentou desmotivar Cristo em sua missão de morrer na cruz e assim garantir nossa salvação. Disse Pedro: Senhor, tem compaixão de ti; de modo nenhum te acontecerá isso” (Mt 16.22). Contudo, Jesus não permitiu que tais “Fake News” continuassem, então “Jesus se voltou para Pedro e disse: Afaste-se de mim, Satanás! Você é uma pedra de tropeço para mim. Considera as coisas apenas do ponto de vista humano, e não da perspectiva de Deus” (Mateus 16.23).

Assim, a senhora Garcia também deve ser repreendida. Pois ela usou a Bíblia de acordo com seus interesses, distorcendo a Palavra de Deus. Falou coisas mentirosas sobre Deus e está enganando a muitos que não conhecem a Bíblia. Nessa pastoral veremos objetivamente um dos textos que ela mencionou:

Êx 21.22-25.

“Se dois homens brigarem e um deles atingir, por acidente, uma mulher grávida e ela der à luz prematuramente, sem que haja outros danos, o homem que atingiu a mulher pagará a indenização que o marido dela exigir e os juízes aprovarem. Mas, se houver outros danos, o castigo deverá corresponder à gravidade do dano causado: vida por vida, olho por olho, mão por mão, pé por pé, queimadura por queimadura, ferida por ferida, contusão por contusão.” (NVI – Nova versão Internacional)

Segundo Garcia argumentou, esse texto ensina que para a morte de um “feto” era cobrada apenas uma multa e não a pena de morte. Pois ela diz que no original seria “aborto” ao invés de “der à luz prematuramente“. Daí ela concluiu que o feto não tinha vida, pois se tivesse não teria sido cobrado apenas uma multa. Mas, a vida do agressor. Ele sofreria a pena capital. Pelo seu discurso, percebemos que ela defende que o feto é um HUMANO EM POTENCIAL.

Resposta:

Esse é um entendimento errado do texto bíblico. A palavra hebraica (yede) em Êx 21.22 significa “criança” semelhantemente em Gn 21.8 e Êx 2.3. E a palavra hebraica (yasa) significa “sair” como em Gn 4.16. (yasa) é a mesma palavra usada em outras partes da Bíblia para designar o nascimento de bebês vivos, segundo NORMAN. Por tanto, o entendimento do texto é que se a criança nascesse prematuramente por causa da briga, o agressor deveria pagar uma multa(Êx 21.22).  Mas, se a mãe ou o bebê sofressem algo pior, uma punição deveria ser aplicada de acordo com o grau do dano (Êx 21.23-35). 

Por exemplo, se acontecesse um aborto ou a morte da mãe não haveria multa, mas seria “vida por vida” – pena de morte para o responsável pela morte, no caso o agressor.  Portanto, Êx 21.22-25  mostra que tanto o bebê quanto a mãe tem o mesmo valor e tinham suas vidas protegidas pela lei.

A língua portuguesa pode mudar, mas a Palavra de Deus não! Leia várias versões e compare com o original. Dessa forma fica claro que Êx 21.22-25 não pode ser usado para justificar o aborto. Precisamos ter muito cuidado, como está escrito: “Pois virá o tempo em que as pessoas já não escutarão o ensino verdadeiro. Seguirão os próprios desejos e buscarão mestres que lhes digam apenas aquilo que agrada seus ouvidos. Rejeitarão a verdade e correrão atrás de mitos”( 2Tm 4.3-4).

Deus NÃO apoia o aborto. ELE leva tão a sério o direito à vida que não mediu esforços para nos libertar dos nossos pecados e nos salvar da morte eterna. Deus amou tanto VOCÊ e EU que enviou seu único filho, Jesus Cristo, para morrer em meu e em seu lugar para que pudéssemos ter vida eterna! Para Deus não há acepção de pessoas, não importa o seu motivo para defender o aborto ou já abortou alguma vez, busque com  coração arrependido e quebrantado a Deus em primeiro lugar. Não deixe o desespero e o medo serem teus professores, Jesus é o mestre dos mestres, Ele é Deus, é a verdade, o caminho e a vida! Ele sabe melhor do que qualquer um o valor da vida!!! Em Cristo há perdão, consolo, paz e direção.

Apoiar o aborto é ser contra a vida. Criminalizar o aborto é desencorajar pessoas a assassinarem. O aborto interrompe a vida, enquanto Jesus é o autor da vida! Crer em Jesus gera desejo de viver e dá esperança!

 

Em Cristo e com Amor,

Pr Paulo Corrêa

 

Fontes:

NORMAN, L. Geisler. Ética Cristã.

 

Related Post

Comentários