Conferência “A Felicidade Segundo Deus”

posted in: Conferências, Teologia | 0

Lançamento da obra “Felicidade segundo Deus” pela Editora Cruz. Uma parceria entre a Faculdade Teológica Reformada de Brasília, Editora Cruz e o Ministério Justificação pela Fé. Na ocasião o Rev. Herminster Maia deu uma palestra sobre o primeiro capítulo do seu livro. Foi muito bom ouví-lo e revê-lo. Após sua palestra tivemos a oportunidade de lançar oficialmente as inscrições da 3CJF – 3a. Conferência Justificação pela Fé.

Por que devemos estudar os atributos de Deus?

posted in: Teologia | 0

A psicologia não cristã,  ao se infiltrar na igreja, tem contribuído para retirar a responsabilidade do ser humano pelos seus pecados. Pois defende a não existência do pecado, elevando o ego, e fazendo com que todos acreditem que a salvação é por merecimento.A Bíblia nos exorta a conhecer quem Deus é: “Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio em sua sabedoria nem o forte em sua força nem o rico em sua riqueza, mas quem se gloriar, glorie-se nisto: em compreender-me e conhecer-me, pois eu sou o Senhor, e ajo com lealdade, com justiça e com retidão sobre a terra, pois é dessas coisas que me agrado, declara o Senhor.” (Jeremias 9:23-24)

Somos transformados pelo poder regenerador do Espírito Santo em nossas vidas. A partir disso, o processo de santificação durará até o fim. Conhecer os atributos de Deus é conhecer mais a Deus, isso faz parte do processo de santificação. Resultado:

1- Nos tornamos mais humildes: Ao conhecer a supremacia de Deus, reconhecemos a nossa miséria, e assim recebemos graça da parte de Deus, pois está escrito:¨”Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes”. (Tiago 4:6). 

2- Nosso temor a Deus cresce:“Assim, meus amados, como sempre vocês obedeceram, não apenas em minha presença, porém muito mais agora na minha ausência, ponham em ação a salvação de vocês com temor e tremor.” (Filipenses 2:12). Muitas pessoas vivem hoje na prática do pecado, e não levam a sério uma vida de santidade porque não temem a Deus, porque não O conhecem. 

3- Nossa gratidão aumenta: Percebemos o quando somos pequenos e o quanto Deus é superior! Isso aumenta nossa gratidão tanto pela Salvação como também pelas bençãos que recebemos diariamente. Portanto, ao saber que Deus é soberano e que Ele tem um propósito para tudo que acontece, nossas murmurações diminuem. 

4- Mortificamos o pecado: Quando sabemos quão Santo Deus é, nós passamos a odiar mais o pecado, e isso nos leva a ter maior diligência e vigilância na santificação. 

5- Percebemos urgência no evangelismo: Ao sabermos que Ele é fiel, que Ele cumpre todas as Suas promessas, inclusive a Sua ira que está sobreaqueles que não crerem em Jesus, nós desejaremos alertar as pessoas acerca disso e falar do evangelho, mostrando Jesus como único caminho. 

6- Desejamos glorificar mais a Deus: o apóstolo Paulo teve sua vida transformada no caminho de Damasco após ter conhecido o verdadeiro Deus: “Aguardo ansiosamente e espero que em nada serei envergonhado. Pelo contrário, com toda a determinação de sempre, também agora Cristo será engrandecido em meu corpo, quer pela vida quer pela morte; porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro.” Filipenses 1:20-21. O desejo de Paulo era que até na sua morte, Jesus fosse glorificado! 

Desse modo, conhecer os atributos de Deus, significa conhecer mais profundamente a Deus, pois fomos criados para adorá-lo porque Ele merece e não com o intuito de obter em troca favores ou bençãos da parte Dele. Muitos dizem que já conhecem a Deus, mas na verdade, criaram um ídolo em suas mentes. Alguns teólogos dizem que, nós cristãos, nunca chegaremos ao ponto de conhecer Deus completamente, e nem durante a eternidade conseguiremos tal feito, pois Deus é Eterno. Sendo assim, comecemos agora como diz as escrituras: “Conheçamos o Senhor; esforcemo-nos por conhecê-lo.” (Oseias 6:3).

Fontes:


– Os Atributos de Deus A.W. Pink

2ª acusação à igreja moderna – Paul Washer – “Um desconhecimento de Deus” 

– Versão da Bíblia utilizada : NVI

 

A IRA infinita de Deus

posted in: Teologia | 0

(Efésios 5:1-6) – “Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave. Mas a prostituição, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos;”


A santidade de Deus

posted in: Teologia | 0
(Isaías 6:1-4) “No ano em que o rei Uzias morreu, eu vi o Senhor assentado num trono alto e exaltado, e a aba de sua veste enchia o templo. Acima dele estavam serafins; cada um deles tinha seis asas: com duas cobriam o rosto, com duas cobriam os pés, e com duas voavam. E proclamavam uns aos outros: “Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos, a terra inteira está cheia da sua glória. Ao som das suas vozes os batentes das portas tremeram, e o templo ficou cheio de fumaça.”

A Nossa Eterna Salvação

1. INTRODUÇÃO

Durante uma conversa com uma mulher samaritana Jesus deixou claro: “… aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna” (Jo 4:13-14). De acordo com o contexto de João 4, Jesus afirma que quem beber da água que ele der nunca terá sede e uma fonte de água, nesta pessoa, vai jorrar do momento em que for bebida à eternidade. Em outras palavras, essa passagem nos trás a idéia de que realmente existe uma vida diferente da qual conhecemos e vivemos. Não finita, mas eterna, que começa no momento em que somos salvos. Percebemos durante toda a Bíblia que a vida eterna está intimamente liga à salvação! Mas o que exatamente significa a palavra salvação? Por que precisamos ser salvos? E salvos do que?

(mais…)