A ilusão do poder…

Se quiser pôr à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder.”  
Abraham Lincoln

Ao longo da história, um número mínimo de pessoas tiveram, talvez, o máximo de poder que um ser humano poderia experimentar. Nicolau Maquiavel filósofo, reconhecido como fundador do pensamento e da ciência política moderna, fez a seguinte afirmação: “Dê o poder ao homem, e descobrirá quem ele realmente é”.

Na  verdade, muito antes do filósofo, a bíblia já mostrava ao mundo quem era o ser humano. No capítulo 12 do livro de Atos dos Apóstolos, nos mostra um homem com sede de poder. Seu nome era Herodes. Veja o que o pastor e escritor John Stott comenta sobre ele: “Herodes Agripa I era o neto de Herodes o Grande. Ele possuía algumas das características do avô, e após receber porções sucessivas do território palestino dos imperadores Calígula e Cláudio, o seu reino era tão extenso quanto o de seu ancestral.”

Lucas começa assim a narrativa do capítulo: “E por aquele mesmo tempo o rei Herodes estendeu as mãos sobre alguns da igreja, para os maltratar” At 12:1.

Stott comenta que, “Herodes deve ter sido informado bem sobre Jesus e seus seguidores, pois seu tio Antipas havia conhecido e julgado Jesus.”  Naquele momento, ele era oficialmente, o “rei dos judeus”. Lembre-se que Jesus também foi chamado assim por Pilatos.

Herodes começou sua perseguição à igreja, tocando primeiramente nos líderes Tiago, Pedro e João (Gl 2:9). Inicialmente,  executou Tiago, irmão do evangelista João. A ordem foi decapitá-lo sumariamente.

Então ele mandou prender Pedro, para tentar fazer um espetáculo cruel, talvez tentando repetir o teatro do qual seu avô, juntamente com Pilatos, fizeram num passado recente com Jesus. Porém, como a lei judaica não permitia julgamentos ou execuções na época da páscoa, por isso, a ordem era fazer isso logo após esse período.

A prisão imediata era para garantir que Pedro não escapasse. Ele era guardado por quatro guardas continuamente, amarrado por correntes a dois guardas, e outros dois soldados ficavam na porta da prisão. Portanto, era impossível escapar com vida dali.

Coitados dos cristãos! Quem seria contra o poderoso Herodes? Agora, parecia ser, definitivamente, o fim do cristianismo. A comunidade cristã fez a única coisa que poderia fazer… “Pedro, pois, era guardado na prisão; mas a igreja fazia contínua oração por ele a Deus.” At 12:5

Enquanto Herodes tinha soldados armados à sua disposição, a oração era a única arma que a igreja tinha para guerrear. O que foi mais eficaz?

Vejamos: “Repentinamente apareceu um anjo do Senhor, e uma luz brilhou na cela. Ele tocou no lado de Pedro e o acordou. “Depressa, levante-se! “, disse ele. Então as algemas caíram dos punhos de Pedro.” At 12:7. O anjo cuidou dele como se fosse um amigo ou filho. Mandou que se calçasse e vestisse sua capa (vs 8). Passaram pelos guardas e depois o anjo fez com que o portão da prisão se abrisse”.

Herodes ficou furioso ao saber da fuga. Todos os soldados envolvidos no episódio foram executados. Mandou investigar os fatos, porque acreditava numa conspiração. Com certeza, o rei da Judéia sentiu-se derrotado.

Tempos depois, Herodes se envolveu na política.  Travou um embate com os fenícios e venceu a guerra comercial entre Judéia e Fenícia, por causa da necessidade que os fenícios tinham dos cereais produzidos naquela região. Herodes fechou um acordo satisfatório com eles. Para celebrar, ele fez um discurso que ficou para a história.

Esse erro foi fatal. “Visto que Herodes não glorificou a Deus, imediatamente um anjo do Senhor o feriu; e ele morreu comido por vermes.” At 12:23 (coloca a partir do verso 22 , “No dia marcado….”)

John Stott, citando Flávio Josefo, historiador judeu, comenta: “Herodes vestia o traje real. Josefo acrescenta que sua veste “era feita totalmente de prata, de um tecido verdadeiramente maravilhoso”, que brilhava tanto sob o sol da manhã, que as pessoas o aclamaram como deus. Mas o rei, continua Josefo, não os advertiu quanto a isso nem rejeitou suas ímpias adulações.”

Pronto! Acabou-se! Seu poder foi uma ilusão. Os historiadores dizem que ele sentiu intensas dores intestinais que o levaram a morte dias depois. Lucas menciona que o anjo do Senhor feriu o corpo de Herodes (alguns acreditam que tenha sido uma terrível úlcera).

Ele, provavelmente, não sabia exatamente o que estava fazendo quando se envaideceu e permitiu que uma mistura de orgulho e soberba inundasse o seu coração.

Assim como Thanos, personagem dos filmes da Marvel, o poder fez com que ele se achasse “inevitável”… Herodes queria determinar quem merecia viver e morrer. Considerava-se um deus. Seus atos insanos e sua vontade de ser adorado o levaram à morte.

Aqui termina mais uma batalha contra a igreja. Sabemos que a guerra já foi vencida na cruz! A portas do inferno não podem nos impedir! Glórias a Deus! Aleluia! “…Eu sou o Senhor; esse é o meu nome! Não darei a outro a minha glória…” Is 42:8

É assim que sempre aconteceu e continuará até a eternidade. Aqueles que ousaram desafiar o reino de Deus, foram humilhados e destruídos. Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo! Hb 10:31

A Igreja do senhor é indestrutível. A ciência, as ideologias, os governos humanos, as guerras, vãs filosofias, nada consegue abalar a estrutura dela, porque está firmada na rocha que é Cristo. É importantíssimo que você saiba disso!

Jesus Cristo nos alertou: “Não tenham medo dos que matam o corpo, mas não podem matar a alma. Antes, tenham medo daquele que pode destruir tanto a alma como o corpo no inferno.”  Mt 10:28

Somos frágeis. Estamos à mercê da nossa  fraqueza. A soberania Divina permite que males e tragédias aconteçam com seus escolhidos. Não estamos imunes às dificuldades, doenças, injustiças e tantas outras mazelas que permeiam o mundo. Mas, sabemos que a coroa da justiça nos espera. Aquele que perseverar até o fim, será salvo!

O apóstolo pergunta: “Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?” Ele mesmo responde: “Estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” Rm 8:35-39

Termino por aqui, com mais uma mensagem maravilhosa revelada pelo Espírito Santo: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu,e não subiram ao coração do homem,são as que Deus preparou para os que o amam. 1 Cor 2:9

Pense nisso!!!

Até a próxima!!!   

Deus o abençoe!!!                                                                        

Elias Silvio



Notas

  1. J. Williams, David. Atos, Novo Comentário Bíblico Contemporâneo. São Paulo: Editora Vida, 1985.
  2. H. Gundry Robert. Panorama do Novo Testamento. São Paulo: Edições Vida Nova, 1978.
  3. Craig S. Keener. Comentário Bíblico Atos, Novo Testamento. São Paulo: Editora Atos, 2004.
  4. Stott, John R. W. A mensagem de Atos. Até os confins da terra. São Paulo: ABU Editora S /C, 1990.
  5. Kistemaker, Simon J. Comentário do Novo Testamento – Exposição de Atos dos Apóstolos. Editora Cultura Cristã, 2003.

Comentários